Notícias Notícias

Voltar

Jogos virtuais ajudam pacientes do Complexo HC a se recuperarem de diversas doenças

Assistência

Jogos virtuais ajudam pacientes do Complexo HC a se recuperarem de diversas doenças

Alunos do curso de Fisioterapia da UFPR são os responsáveis pela aplicação do método

Pacientes atendidos no ambulatório de Fisioterapia do Hospital de Clínicas da UFPR utilizam jogos virtuais no tratamento de doenças musculoesqueléticas; neurológicas e cardiorrespiratórias. O método é desenvolvido pelos alunos da disciplina “Habilidades Fisioterapêuticas de média complexidade”, do curso de Fisioterapia da UFPR.

A prática acontece sob supervisão das docentes Adriane Muller Nakato, Ana Marcia Delattre, Anna Raquel S. Gomes, Ariani Cavazzani Szkudlarek, Audrin Said Vojciechowski e Silvia R. Valderramas.

Os jogos são utilizados para treinar o equilíbrio, a força muscular e o condicionamento cardiorrespiratório de pacientes com diversas doenças, como artrite reumatoide, fibromialgia, esclerose sistêmica, paralisia cerebral, esclerose lateral amiotrófica, distúrbios otoneurológicos, Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) e Doença Pulmonar Intersticial (DIP).

Também chamada de gameterapia, o uso dos jogos virtuais tem se intensificado na prática fisioterapêutica, e aumenta a aderência dos pacientes ao tratamento, motivando a prática de exercícios físicos, melhorando a dor e a capacidade físico-funcional, tanto de crianças e adultos quanto de idosos. O tratamento fisioterapêutico com jogos virtuais exige a progressão gradativa das posições e intensidade dos exercícios prescritos. Um exemplo seria um paciente que começa fazendo os exercícios sentado e, semanas depois, consegue fazê-los de pé.

A professora Anna Raquel S. Gomes, do Departamento de Fisioterapia da UFPR, ressalta a importância do uso dos jogos virtuais sob supervisão direta e constante de um fisioterapeuta: “a prescrição dos exercícios terapêuticos, por meio dos jogos virtuais, deve ser individualizada, sendo necessário o monitoramento dos sinais vitais, sinais e sintomas relacionados à doença, para evitar agravamento de sintomas e potencializar o ganho terapêutico”.

A experiência técnico-científica com gameterapia é um exemplo de pesquisa, realizada no ambiente universitário, com aplicação prática e benefícios comprovados para os pacientes do Complexo Hospital de Clínicas.

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Complexo HC (Hospital de Clínicas e Maternidade Victor Ferreira do Amaral) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde outubro de 2014. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.