Ensino e Pesquisa Ensino e Pesquisa

Residência Multiprofissional

Os Programas de Residência Multiprofissional em Área Profissional da Saúde constituem modalidade de ensino de pós-graduação lato sensu, sob a forma de curso de especialização, caracterizado por treinamento em serviço com carga horária presencial de 60 (sessenta) horas semanais, com duração de 2 (dois) em regime de dedicação exclusiva.

 De acordo com a legislação vigente, não é permitido ao residente realizar outras atividades, concomitantemente à participação no Programa de Residência, sob pena de exclusão imediata do mesmo.

  As residências multiprofissionais e em área profissional da saúde foram criadas a partir da promulgação da Lei n° 11.129 de 2005 e são orientadas pelos princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS), a partir das necessidades e realidades locais e regionais de saúde da população. Abrangem as profissões da área da saúde de Enfermagem, Farmácia, Farmácia Bioquímica, Fisioterapia, Medicina Veterinária, Nutrição, Odontologia, Psicologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional, entre outros (Resolução CNS nº 287/1998).

 O Programa de Residência Integrada Multiprofissional em Atenção Hospitalar (PRIMAH) do Complexo Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná (CHC-UFPR), aprovado em 2009 é um dos cinco Programas de Residência Uni e Multiprofissional da UFPR.  Incialmente, com 21 vagas em 5 Áreas de Concentração e 9 Áreas Profissionais. Hoje, conta com 64 vagas por ano em 6 (seis) Áreas de Concentração.

O tempo de duração do Programa é de 2 anos, com carga horária de 5760 horas, tendo como princípio a intensa atividade prática e treinamento em serviço, compondo 80% do total de sua carga horária. Os demais 20% são destinados a fundamentação teórica e teórico-práticas. Além do treinamento em serviço, os residentes são estimulados ao desenvolvimento de pesquisas, orientados por docentes e profissionais de alto nível técnico. Para a integralização do curso é obrigatória a elaboração de um Trabalho de Conclusão de Residência (TCR) em formato de artigo científico, e sua submissão para publicação em revista científica indexada.

As atividades dos nossos residentes, são desenvolvidas nas dependências do CHC, nos Setores e Departamentos da UFPR e instituições conveniadas. O ingresso no Programa se dá por meio de processo seletivo público, realizado pelo Núcleo de Concursos da UFPR em parceria com as Comissões de Residência Médica (COREME) e multiprofissional (COREMU).

Aproximadamente quatrocentos profissionais foram formados em dez anos de programa, nas áreas de Enfermagem, Odontologia, Psicologia, Nutrição, Fisioterapia, Serviço Social, Farmácia e Terapia Ocupacional.

Avançamos e alavancamos nossa visibilidade: somos procurados como referência na formação de profissionais. No último processo seletivo da Residência foram mais de 900 inscritos para 64 vagas. A relação candidatos/vaga está disponível no site do NC-UFPR.

O desempenho dos egressos confirma o papel da residência como excelente formador e fomentador de profissionais, demonstrado por meio de aprovações em concursos públicos e atuação nos diferentes setores da saúde.

Internamente, as conquistas também vieram. Consolidamos o programa por meio do nosso Regimento Interno e Geral e da COREMU/UFPR. Melhoramos a qualidade do gerenciamento das informações por meio do Sistema de Gestão Acadêmica (SIGA), plenamente integrado com a UFPR.

Pelo terceiro ano consecutivo os residentes tiveram a oportunidade de apresentar os Trabalhos de Conclusão da Residência (TCR) no Congresso dos Programas de Residência do CHC/UFPR.

UNIDADE RESPONSÁVEL

O Núcleo Docente Assistencial Estruturante (NDAE) do PRIMAH do CHC-UFPR é órgão colegiado consultivo, deliberativo e administrativo do Programa. Está diretamente subordinado à Comissão de Residência Multiprofissional (COREMU) da UFPR e à Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde (CNRMS-MEC). Em âmbito local, está ligado à Gerência de Ensino e Pesquisa do CHC (GEP) e à Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG-UFPR).

O gerenciamento do programa é realizado por um Coordenador Geral eleito pelo colegiado, cujos membros são nomeados em reunião após indicação dos seus pares.

A determinação e excelência imperaram no CHC e por isso somos um projeto exitoso.           Precisamos do esforço de todos para continuar avançando, contamos com vocês!

coremu@hc.ufpr.br

liane.pivatto@hc.ufpr.br

MATRIZ CURRICULAR BÁSICA DO PROGRAMA DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL DO   COMPLEXO HOSPITAL DE CLÍNICAS DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ

 

A Matriz Curricular é constituída por três Eixos norteadores do Programa de Residência:  Eixo de Concentração, Eixo Profissional e Eixo Tranversal. As atividades teóricas e práticas são distribuídas entre os três Eixos conforme a Àrea de Concentração e a profissão do residente.

As aulas do Eixo Transversal são realizadas nas terças-feiras, no período das 14:00 às 18:00 horas. Dentro dos conteúdos abordados, destacamos assuntos relacionadaos às Políticas de Saúde, Epidemiologia, Metodologia da Pesquisa, Bioética, Bioestatística e Segurança do Paciente.

Por sua vez, as atividades práticas são desenvolvidas no CHC e em cenários de prática das  UBSs da Secretaria Municipal de Saúde de Curitiba e da Região Metropolitana, assim como em instituições de saúde onde a Universidade firmou parcerias.

Além do treinamento em serviço, os residentes têm carga horária destinada à  pesquisa  e, ao final do Programa, apresentam um artigo elaborado durante a Residência.

 

COORDENADORES DOS PROGRAMAS

 

Coordenadora da COREMU: Rita Aparecida Bernardi Pereira

Coordenadora Geral do PRIMAH: Liane Fuhr Pivatto

Coordenadores do Eixo Profissional  e do Eixo de  Concentração:

Coordenador da Área da Farmácia

Antonio Eduardo Matoso Mendes

Coordenadora do Programa em Atenção à Oncologia Hematologia

Ana Lúcia Vieira Mion

Coordenadora da Área de Terapia Ocupacional

Fernanda Zelinski

Coordenadora do Programa em Atenção à Saúde Cardiovascular

Francisca Eugênia Zaina Nagano

Coordenador da Odontologia

Gustavo André Leal

Coordenadora da Fisioterapia

Lariane Mortean Ono

Coordenadora Geral do PRIMAH

Liane Fuhr Pivatto

Coordenadora do Programa em Atenção à Saúde do Adulto e Idoso

Luana Muriel Casarolli

Coordenador do Programa em Atenção à Urgência

Luis Renato Braga

Coordenadora do Programa em Atenção à Saúde da Mulher

Maria Cristina Dias de Lima

Coordenadora do Programa de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente

Marimar Goretti Andreazza

Coordenadora da Área de Nutrição

Priscila Daniele Serôa da Mota

Coordenadora da Área deFarmácia Bioquímica

Regielly Caroline Raimundo Cognialli

Coordenadora do Eixo Transversal

Rita Aparecida Bernardi Pereira

Coordenadora da Áreado Serviço Social

Rosane Pavelski

Coordenadora da Área deEnfermagem

Tatiana Brusamarello

Coordenadorda Área de Psicologia

Venícius Scott Schneider

 

 

 

 

 

 

 

 

PROGRAMA DE RESIDÊNCIA INTEGRADA MULTIPROFISSIONAL EM ATENÇÃO HOSPITALAR

 

PERFIL DO EGRESSO

Geral

Profissional da área de saúde, com competência técnica e científica para promover qualidade de vida e saúde do homem por meio de atendimento clínico interdisciplinar e integral, atento às questões intersetoriais que gerem um potencial de ação interativo, criativo e resolutivo no atendimento pautado em princípios éticos e humanistas. O profissional, enquanto planeja, executa e avalia suas ações, terá um olhar voltado ao cidadão e aos fatores econômicos, sociais e culturais que determinam a sua saúde, ou seja, entenderá o atendimento clínico como um instrumento para promoção de qualidade de vida dependente e em articulação com outros fatore como os ambientais, culturais, sociais e econômicos. Atuará sempre pautado em princípios éticos, produzirá e se utilizará de informações científicas precisas e exatas.    

 

PERFIL DO EGRESSO DOS PROGRAMAS 

Programa em Urgência e Emergência

O residente será formado e instrumentalizado para atuar na atenção em saúde hospitalar, tendo como prática a interdisciplinaridade articulada e mediada pelo SUS e demais políticas de saúde, assegurando o conhecimento dos procedimentos diagnósticos e tratamento dos eventos clínicos caracterizados como urgências e emergências que mais acometem a população e a distinção entre ambas. O conhecimento dos procedimentos deverá envolver também aqueles externos ao hospital, envolvendo os postos 24h do Município, SAMU e outros recursos comunitários existentes destinados a assistência voltada para situações de urgência e emergência, além de Unidade de Terapia Intensiva.

 

Programa em Atenção Cardiovascular

O residente será formado e instrumentalizado para atuar na atenção em saúde hospitalar, tendo como prática a interdisciplinaridade articulada e mediada pelo SUS e demais políticas de saúde, assegurando o conhecimento dos procedimentos diagnósticos e tratamento das doenças cardiovasculares que mais acometem a população. O conhecimento dos procedimentos deverá envolver não somente as principais doenças cardiovasculares, fisiopatologia, sintomas e tratamento médico disponível, os fatores de risco predisponentes para doenças cardiovasculares, os fatores de risco ligados a hábitos de vida e os fatores predisponentes para doenças cardiovasculares. Deverá prestar informação e orientação quanto à prevenção dos fatores de risco predisponentes, por meio de consulta individual ou em grupos, conferências, avaliação e acompanhamento de pacientes.

 

Programa em Atenção em Oncologia e Hematologia

O residente será formado e instrumentalizado para atuar na atenção em saúde hospitalar, tendo como prática a interdisciplinaridade articulada e mediada pelo SUS e demais políticas setoriais, assegurando o conhecimento dos procedimentos diagnósticos, tratamento e desenvolvimento de ações preventivas, educacionais, paliativas, e controle social referente da linha de cuidado e atenção à saúde do paciente onco-hematológico. Deverá prestar informação e orientação quanto à prevenção, cuidado e tratamento, por meio de consulta individual ou em grupos, conferências, avaliação e acompanhamento de pacientes.

 

Programa em Atenção à Saúde do Adulto e do Idoso

O residente será formado e instrumentalizado para atuar na atenção em saúde hospitalar, tendo como prática a interdisciplinaridade articulada e mediada pelo SUS e demais políticas de saúde, assegurando o conhecimento dos procedimentos diagnósticos e tratamento das doenças que mais acometem o

adulto e o idoso. O conhecimento dos procedimentos deverá envolver não somente aspectos científico-tecnológicos avançados, mas também articulação com aspectos sociais, culturais, econômicos e psicológicos do paciente. O residente deverá também ter o olhar voltado às políticas públicas que podem prevenir as principais doenças crônicas não transmissíveis, entendendo estas como o resultado de políticas econômicas e fenômenos como transição urbana, industrialização e produção agrícola.

 

Programa em Atenção à Saúde da Mulher

O residente será formado e instrumentalizado para atuar na atenção em saúde hospitalar, tendo como prática a interdisciplinaridade articulada e mediada pelo SUS e demais políticas setoriais, assegurando o conhecimento das técnicas laboratoriais do tratamento e das ações e controle social referente à saúde da mulher. Deverá prestar informação e orientação quanto à prevenção, cuidado, tratamento e acompanhamento destes pacientes, por meio de consulta individual ou em grupos, conferências, avaliação e acompanhamento de pacientes. 

 

Programa Saúde da Criança e do Adolescente

O residente será formado e instrumentalizado para atuar na atenção em saúde hospitalar e visão da atenção básica, tendo como prática a interdisciplinaridade articulada e mediada pelo SUS e demais políticas setoriais, assegurando o conhecimento das técnicas laboratoriais e dos produtos para a saúde utilizados no tratamento e das ações de controle social referente à saúde da criança e do adolescente. Deverá prestar informação e orientação quanto à prevenção, cuidado, tratamento e acompanhamento destes pacientes, por meio de consulta individual ou em grupos, conferências, avaliação e acompanhamento de pacientes e seus familiares e/ou responsáveis.

 

PERFIL DO EGRESSO POR ÁREA  POFISSIONAL

Profissional da Enfermagem

O egresso deverá ser capaz de promover a troca de saberes entre os diferentes profissionais, que atuam em diferentes pontos de atenção da rede que integra os serviços de saúde que compõem o SUS/Curitiba; formar profissionais resolutivos, que atendam os pacientes em diferentes níveis de complexidade; conhecer os equipamentos sociais e de saúde disponíveis na rede SUS/Curitiba; aprender a trabalhar em equipe; habilitar para o trabalho em Enfermagem considerando um cenário de realidades complexas; adquirir competência para atender problemas de saúde tanto nos hospitais, como nas unidades básicas, de referência ou de urgência; saber ser resolutivo no hospital e fazer a ponte entre o cuidado hospitalar e o de atenção primária nas unidades básicas, de referência ou de urgência; compreender as políticas públicas, sua operacionalização e seu impacto na resolutividade dos problemas de saúde; conhecer as tendências relevantes à sua prática, para proporcionar uma compreensão do seu contexto de trabalho; fundamentar teoricamente sua prática, para liderar e promover a integração de sua equipe e demais profissionais; articular a teoria, a prática e o ensino no seu processo de trabalho; estabelecer comunicação terapêutica; decidir e ajudar no processo de tomada de decisões; agregar os diversos sujeitos que participam do processo de cuidado. 

 

Profissional da Farmácia

Deverá receber uma formação multiprofissional, humanista e crítica do sistema de saúde, em unidades hospitalares ou básicas de saúde, com objetivo de melhorar a qualidade de vida dos indivíduos e atuar de forma integrada a política e as diretrizes das instituições e ao SUS. Ao final do curso o residente deverá dispor de conhecimentos, habilidades e atitudes para assegurar o uso racional dos medicamentos e produtos para a saúde nas áreas de oncologia/hematologia, saúde da mulher, saúde da criança e cardiovascular. Deverá estar apto para executar a gestão da farmácia hospitalar como um serviço clínico assistencial, promovendo o ciclo de assistência farmacêutica, esteja integrado ao cuidado do indivíduo e a gestão de recursos de forma a agregar valor as suas atividades, incorporando eficiência e segurança nos processos 

envolvidos na farmacoterapia do paciente. Deverá ser capaz de atuar na prevenção, promoção, manutenção, recuperação da saúde de indivíduos ou grupos populacionais e cuidados paliativos, tendo suas ações centradas no paciente. Deverá ser capaz de identificar os principais processos de gestão da qualidade e os programas adotados no âmbito hospitalar. Deverá ser capaz de realizar análise de custo da farmacoterapia e indicar alternativas eficientes, seguras e possíveis de serem adotadas na prática clínica, visando a racionalização da farmacoterapia. Deverá ser capaz de realizar a integração teórico-prática e a articulação entre ensino e pesquisa na construção de novos saberes, assim como de programas de redução dos custos com a saúde, estudos de utilização de medicamentos e ações de educação em saúde que estejam voltados à melhoria da saúde da população. Aprender a trabalhar em equipe considerando um cenário de realidades complexas; adquirir competência e compreender as políticas públicas, sua operacionalização e seu impacto na resolutividade dos problemas de saúde; fundamentar teoricamente sua prática para liderar e promover a integração de sua equipe e demais profissionais, desenvolvendo visão sistêmica da assistência. Decidir e ajudar no processo de tomada de decisões e na resolução de problemas.

 

Profissional da Farmácia Bioquímica

O Residente terá uma formação generalista, humanista, crítica e reflexiva, para atuar em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico e intelectual, com a capacidade cognitiva e habilidades para ter uma flexibilidade e multidisciplinaridade instrumentalizado em saúde hospitalar. Deverá ter adquirido conhecimento e habilidade nas principais técnicas laboratoriais aplicadas ao diagnóstico clínico laboratorial.

 

Profissional da Fisioterapia

O Fisioterapeuta egresso da residência deverá estar capacitado a atuar em todos os níveis de complexidade em saúde, isto é, promoção, prevenção e recuperação, na saúde coletiva, ambulatorial e hospitalar, porém, com ênfase hospitalar. O profissional terá formação técnica biopsicossocial, humanística e crítica, inter e multiprofissional, com capacidade de planejar, implementar e realizar atendimentos fisioterapêuticos. Ainda, como transitará em vários níveis de complexidade, terá inserção propositiva em saúde e trabalhará segundo a lógica da integralidade e multicausalidade. Estará instrumentalizado na área da saúde, com prática articulada e mediada pelo SUS e área de concentração hospitalar, com atuação prioritária na saúde do adulto e do idoso e na urgência e emergência na saúde da mulher e do homem, ortopedia, traumatologia, neurologia, cardiovascular e pulmonar e cirurgia do aparelho digestivo.

 

Profissional da Nutrição

Nutricionista, com formação multiprofissional, humanista e crítica. Profissional capacitado a atuar, visando a segurança alimentar e a atenção dietética, no âmbito hospitalar e em unidades básicas de saúde na área de saúde do adulto e do idoso. O nutricionista deverá ser capaz de atuar na promoção, manutenção e recuperação da saúde e na prevenção de doenças de indivíduos ou grupos populacionais em unidades de assistência a doenças crônicas não transmissíveis, cirurgia do aparelho digestivo, transplante hepático. A formação dará enfoque ao atendimento integral e multidisciplinar e será pautada em princípios éticos e humanistas, com reflexão sobre avanços tecnológicos, realidade econômica, política, social e cultural.

 

Profissional da Odontologia

O perfil do odontólogo formado pela Residência Multiprofissional em Atenção Hospitalar  deverá ser o de um profissional com capacidade para o diagnóstico, planejamento e terapêutica dos agravos odontoestomatológicos prevalentes nos pacientes portadores de doenças hemato-oncológicas, com habilidade para o trabalho multiprofissional na equipe hospitalar. O hospital é um cenário de prática desafiador, que representará a oportunidade para que o cirurgião-dentista possa planejar e executar procedimentos de diversas especialidades odontológicas considerando as necessidades específicas do paciente onco-hematológico. É condição que ele seja capaz de adequar sua formação às Diretrizes da Política Nacional de Saúde Bucal do Ministério da Saúde e capacite-se como o gerenciador responsável pela referência do odontólogo, nos diferentes níveis de atenção.  O cirurgião-dentista deverá compreender a odontologia hospitalar não como uma especialidade, mas sim como local de atuação articulada das especialidades odontológicas.

 

Profissional da Psicologia

Ao final do curso, o Psicólogo deverá ser capaz de atuar em equipe de forma interdisciplinar e resolutiva; propor ações visando alcançar a integralidade e a universalidade no âmbito do SUS; desenvolver habilidades profissionais e pessoais que possam fazer sentido nas ações da psicologia clínica, coerentes com a complexidade dos contextos encontrados, com uma escuta dos pacientes internados e ambulatoriais e de seus familiares, buscando possibilidades criativas de acolhimento e tratamento do sofrimento, reconhecendo a intersubjetividade como espaço de construção de ações no campo da saúde coletiva e capaz de formalizar sua prática clínica por meio de pesquisas.

 

Profissional do Serviço Social

Ao final do Curso, o profissional Assistente Social trabalhará e atuará nas expressões da questão social, formulando e implementando propostas de enfrentamento, por meio de políticas sociais públicas, dotado de formação intelectual e cultural generalista e crítica, com capacidade de inserção propositiva no conjunto das relações sociais e no mercado de trabalho. Deverá estar instrumentalizado na área da saúde hospitalar interdisciplinar e multiprofissional, com prática articulada e mediada pelo SUS e pelo Projeto Ético Político do Serviço Social, assegurando o acesso e ampliação dos direitos sociais e do controle social na questão da saúde da mulher e da criança e interfaces com demais políticas sociais.

 

Profissional da Terapia Ocupacional

Deve ter uma formação especializada e que seja, ao mesmo tempo, um profissional humanista, ético, crítico e reflexivo, orientado ao desenvolvimento de excelência na prática profissional na atenção de Terapia Ocupacional, tanto no contexto da internação hospitalar como da atenção ambulatorial, por meio da integração teórico-prática e da articulação entre ensino e pesquisa, pela construção de novos saberes, assim como de programas terapêutico-ocupacionais específicos voltados à melhoria da saúde da população. Deve ser capaz de desenvolver projetos terapêuticos e ações de natureza multi e interdisciplinar. Da mesma forma, utilizando-se de instrumental técnico e pessoal, intervir sobre problemas/condições de saúde-doença mais prevalentes no perfil epidemiológico nacional e regional, identificar seus determinantes. Profissional capacitado para trabalhar em equipe, atuar como membro formador e coordenador da equipe de Terapia Ocupacional.  

SOLICITAÇÕES DE ESTÁGIO RESIDENTES EXTERNOS PARA O CHC 

  • Serão aceitas de abril a novembro
  • Até o dia 15 de cada mês
  • No mínimo 30 dias de antecedência do início do estágio 

 

Ao preencher o residente deverá ter em mãos os documentos no formato .pdf:

1- Autorização do Supervisor do Programa de Residência no CHC (carta ou e-mail), constando o local e o período pretendido;

SUPERVISORES/COORDENADORES 
DE PROGRAMAS DE
RESIDÊNCIA MÉDICA
COREME 2020

COORDENADORES
DE ÁREA
DA RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL
COREMU 2020


2- Autorização da COREME/COREMU de sua instituição de origem, constando o período pretendido no CHC;
3- Apólice de Seguro contra acidentes pessoais vigente no período de estágio no CHC;

  • Para preencher o formulário online, acesse o link aqui.
  • Em casos de dúvidas, contatar a secretaria da COREME/COREMU – CHC por e-mail:
    • Se Residência Médica, para: coreme@hc.ufpr.br .
    • Se Residência Multiprofissional, para: coremu@hc.ufpr.br .

A emissão de declarações de matrícula de residentes CHC/UFPR será realizada por meio do SIGA.

Confira o  passo a passo para emitir o documento:

  • Ao acessar o SIGA, atualizem os dados cadastrais e façam os uploads necessários Ex.: Diploma de Graduação, RG com CPF, atualização de endereço, dentre outros. Pois essas informações são requisitos para emissão do certificado e enquanto houver pendências nesses campos o documento não é emitido.
  • Acesse aqui o passo a passo.

Enviar os dados abaixo para o e-mail da Coremu (coremu@hc.ufpr.br), para solicitações de declarações ou certificados:

 

Assunto: Declaração de Residência Multiprofissional

Nome Completo (corretamente conforme nome no Conselho de Classe) 

 

Atenção: é dessa maneira que saíra na Declaração.

Programa: 

Data de Início da Residência:

Data do Fim da Residência:

Número do Conselho de Classe:

Número do CPF:

 

Tipo de Documento:

- Declaração em Exercício 
- Declaração Concluinte
- Certificado Provisório
- Outro. Qual?

 

Atenção:  Declarações de comprovante de renda (contra-cheque/bolsa) deverão  ser buscadas, diretamente, no site do SIGEPE.