Notícias Notícias

Voltar

HUJBB e SESPA promovem treinamento para hospitais do Estado

CORONAVÍRUS

HUJBB e SESPA promovem treinamento para hospitais do Estado

Unidades referenciadas que fazem parte do Plano Estadual de Contingência do Coronavírus receberam treinamento por vídeoconferência.

Na manhã do dia 18 de fevereiro, o Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), referência no diagnóstico e tratamento de doenças infectocontagiosas e em COVID-19, promoveu um treinamento para outros hospitais do Estado  que fazem parte do Plano Estadual de Contingência do Coronavírus. O evento foi realizado por meio de videoconferência, e contou com o apoio da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (SESPA), sendo mais uma das medidas de preparação da instituição para a possível chegada de casos suspeitos da doença.

Durante a videoconferência, os infectologistas Lourival Marsola e Rita Medeiros discorreram sobre os principais aspectos do novo coronavírus, caracterizando as diferenças entre o COVID-19 e outras mutações que já causaram epidemias no passado, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) e a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers-CoV). As equipes dos hospitais participantes também receberam orientações sobre sintomas, fluxos de referência e quadro epidemiológico de casos suspeitos.

“Os pacientes que podem ter a suspeita de COVID-19 apresentam principalmente febre e sintomas respiratórios como principal característica, no entanto é preciso que a equipe da atenção básica, que vai referenciar esse paciente, fique atenta à epidemiologia da doença”, afirma o médico Lourival Marsola. A epidemiologia, no caso, se enquadra nas situações onde o paciente veio do epicentro da doença (China), teve contato direto ou em laboratório com alguém que esteve na China nos últimos 14 dias.

O Barros Barreto, que é vinculado ao Complexo Hospitalar da Universidade Federal do Pará e à  Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), é um dos quatro hospitais administrados pela Ebserh que constam na lista das unidades referenciadas no país. A estatal estabeleceu um protocolo clínico que será seguido nessas unidades, que estabelece as etapas sobre o uso dos equipamentos de proteção individual, ventilação e limpeza dos veículos de transporte dos pacientes, e a comunicação entre as instituições para que as unidades estejam preparadas para receber o paciente.

A SESPA ressaltou a importância das notificações da doença, que são de caráter obrigatório, pois assim será possível coletar dados para subsidiar os boletins epidemiológicos que são publicados semanalmente pela Secretaria.  Além disso, as unidades referenciadas seguem o Plano de Contingência Estadual e o Plano de Contingência Nacional para infecção humana por Coronavírus, publicado pelo Ministério da Saúde.

Sobre a Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação, a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh. O Complexo Hospitalar da UFPA integra a Rede Ebserh desde outubro de 2015.

Texto: Paola Caracciolo - Ascom do Complexo Hospitalar da UFPA/Ebserh