Notícias Notícias

Voltar

HC-UFG encerra Campanha do Palivizumabe

IMUNIZAÇÃO

HC-UFG encerra Campanha do Palivizumabe

Nos dias 25 e 26/06 foram realizadas ações que marcaram o encerramento da Campanha do Palivizumabe no HC-UFG em 2019. A imunização com o Palivizumabe é importante para a prevenção de doenças respiratórias em bebês com até dois anos de vida.

Entre os meses de fevereiro e junho, o Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente do Hospital das Clínicas da UFG (HC-UFG), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO), promoveu a Campanha para administração do Palivizumabe, que atualmente conta com 55 crianças cadastradas.

O Palivizumabe é um anticorpo monoclonal (imunoglobulina) que protege os prematuros contra as formas graves da infecção causada pelo vírus sincicial respiratório (VSR), reduzindo a elevada prevalência de internações por infecções respiratórias em unidades neonatais e pediátricas. 

O VSR é um dos principais agentes etiológicos envolvidos nas infecções respiratórias agudas nos dois primeiros anos de vida, podendo ser responsável por até 75% das bronquiolites e 40% das pneumonias durante os períodos de sazonalidade e assume maior gravidade quando acomete bebês prematuros, cardiopatas e portadores de doença pulmonar crônica da prematuridade.

Segundo a enfermeira Ma. Cristina Célia Santana, do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente do HC-UFG, a administração do Palivizumabe nessas crianças objetiva evitar hospitalizações e as formas graves da doença. “Mas é necessário enfatizar que, além do Palivizumabe, outras ações devem ser realizadas para colaborar com a prevenção de doenças respiratórias na criança, como por exemplo, a adequada higienização das mãos, o aleitamento materno, a atualização do cartão vacinal e evitar os ambientes fechados e com aglomeração de pessoas”, salientou.

O Palivizumabe é fornecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e seu uso clínico foi instituído pelo Ministério da Saúde, no ano de 2013, por meio da Portaria 522/2013.  Em Goiás, o HC-UFG é uma das instituições públicas que realiza a Campanha. Para a criança fazer parte do Programa e receber o Palivizumabe, é necessária a realização de uma avaliação médica com o pediatra responsável e um cadastro específico.

Informações complementares sobre o Palivizumabe podem ser acessadas por meio da nota da Superintendência de Políticas de Atenção Integral à Saúde/SES-GO, no endereço: http://www.saude.go.gov.br/wp-content/uploads/2016/10/noticia-sobre-o-palivizumabe-2019.pdf

Imagens:

Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente do HC-UFG/Ebserh