Notícias Notícias

Voltar

Transformação digital na Rede Ebserh avança por meio de tecnologia da informação

Gestão de TI

Transformação digital na Rede Ebserh avança por meio de tecnologia da informação

Integração de sistemas, capacitação e modernização fazem parte da estratégia da instituição para melhorar ainda mais os serviços ofertados.

Uma solução tecnológica para uso em telessaúde oferecerá uma ferramenta única para todos hospitais da Rede Ebserh, integrada ao Aplicativo de Gestão para Hospitais Universitários (AGHU), que já é utilizado pela instituição. Trata-se do Sistema Integrado de Telemedicina e Telessaúde (STT), um conjunto de tecnologias que possibilita o tráfego e armazenamento em larga escala de exames de imagem, comunicação entre profissionais de saúde, execução de protocolos de conduta clínica e acompanhamento de pacientes.

O STT é associado ainda a uma infraestrutura para aplicações de PACS/RIS: o PACS (Picture Archiving and Communication System), que captura, exibe e distribui imagens médicas; e o RIS (Radiology Information System), sistema de informação de radiologia, usado para automatizar o fluxo de trabalho de uma clínica radiológica. Em outras palavras, essa solução tecnológica permitirá compartilhamento de informações entre profissionais e acadêmicos de hospitais distintos, com benefícios diretos aos alunos e residentes na questão do ensino, além dos próprios pacientes, que poderão contar com diagnósticos e tratamentos mais assertivos ainda.

Em fase de teste para implantação em todas as unidades da Rede Ebserh, esse é um dos projetos de transformação digital da instituição. A utilização de tecnologia da informação nas organizações, sejam públicas ou privadas, como é o caso da integração do STT ao AGHU, deixou de ser uma questão de escolha. Para uma gestão eficiente, ferramentas tecnológicas tornaram-se fundamentais, inclusive e principalmente, quando estão relacionadas a dois pilares da sociedade que busca o desenvolvimento: a saúde e a educação.

Essa integração é apenas um exemplo. A Ebserh está investindo efetivamente no projeto de transformação digital, com diversas iniciativas que utilizam a tecnologia para otimizar recursos, processos, gerar economia de gastos públicos e melhorar a gestão, contribuindo para o alcance de resultados positivos nas áreas de assistência à saúde e de apoio ao ensino, pesquisa e extensão nos hospitais universitários federais da Rede.

Para a diretora de Tecnologia da Informação, Simone Scholze, “a transformação digital da Ebserh permitirá aos nossos estudantes, residentes e profissionais da saúde atuarem com segurança e eficiência, integrando hospitais da Rede entre si e aos pacientes. A DTI está presente para apoiar essas e outras iniciativas portadoras do futuro para o ensino, pesquisa e assistência em nossa Rede”.

Outras ações de TI

Entre as iniciativas já executadas ou em execução no movimento de transformação digital da Rede Ebserh, ressalta-se o treinamento de 2,5 mil empregados no aplicativo Microsoft Teams, para disseminar uso e facilitar a comunicação entre os empregados da empresa que estejam em teletrabalho ou entre profissionais de saúde e pacientes dos HUs.

Houve também a ampliação dos recursos de videoconferência para a Rede e o apoio à notificação de casos de Covid-19 no aplicativo Vigihosp, um sistema que registra dados relativos à segurança do paciente já utilizado pela Ebserh, cuja operação foi intensificada. Outro ponto de destaque para apoiar a gestão, assim como o Vigihosp, foi o desenvolvimento de um painel de indicadores para monitoramento online dos casos de Covid-10 na Rede.

Uma ferramenta importante para a administração da Ebserh é o AGHU, sistema citado no início da matéria, que gerencia os atendimentos de saúde, gera indicadores e apoia os gestores na tomada de decisão. Esse software recebeu uma atualização para permitir certificações digitais na assistência a pacientes. Com isso, receituário, prescrições e atestados são assinados eletronicamente pelos profissionais (médicos enfermeiros e outros), dispensando o uso de papel. Foram mais de 16 mil certificados para as áreas assistencial e administrativa da Rede.

Ainda no AGHU, para apoiar a área educacional, foi desenvolvido o módulo de Ensino e Pesquisa em Telessaúde, associado à Rede Universitária de Telemedicina (Rute/RNP), e a preparação do banco de dados do aplicativo para a realização de pesquisas e intervenções, como inteligência artificial para predição e diagnóstico.

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh