Notícias Notícias

Voltar

Novas medidas sobre a permanência de acompanhantes no HU-Furg

Comunicado

Novas medidas sobre a permanência de acompanhantes no HU-Furg

Permanência de acompanhantes volta a ser permitida em algumas unidades

Com a reorganização dos fluxos internos do o Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), a partir desta sexta-feira (27/03), algumas unidades clínicas voltam a permitir a permanência de acompanhantes junto aos pacientes internados:  

  • GESTANTES: Não há troca de acompanhante. Deve ser a mesma pessoa desde a internação até a alta hospitalar.
  • CLÍNICAS PEDIÁTRICA, CIRÚRGICA E TRAUMATOLOGIA: Estão restritas a duas trocas por dia (uma até as 18h e a outra após as 18h).
  • CLÍNICA MÉDICA: Somente casos avaliados pela equipe técnica multidisciplinar.
  • UTI PEDIÁTRICA: Casos excepcionais, que precisam cumprir critérios legais, serão avaliados individualmente.
  • UTI NEONATAL: Apenas está autorizado acompanhantes (para amamentação) aos bebês internados na Canguru e Intermerdiário, com permanência das 8h às 18h, sem possibilidade de deixar o Hospital durante esse horário.
  • UTI GERAL: Sem acompanhantes/visitas.

 
Nenhum acompanhante poderá ingressar no HU-Furg se apresentar sintomas gripais.
As visitas permanecem suspensas em todas as unidades.


Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde julho de 2015. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Assessoria de Comunicação do HU-Furg/Ebserh