Notícias Notícias

Voltar

HU-Furg institui uso obrigatório de máscara para acesso ao Hospital

Covid-19

HU-Furg institui uso obrigatório de máscara para acesso ao Hospital

Medida visa garantir proteção aos usuários e colaboradores e adequar-se aos decretos municipal e estadual

O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), instituiu como obrigatório o uso de máscara para acesso as suas áreas, incluindo o Hospital, Prédio Anexo, Ambulatório Central e Almoxarifado. A medida é direcionada aos profissionais e usuários, como forma de enfrentamento à covid-19, atendendo às recomendações do Ministério da Saúde (MS), bem como dos decretos Estadual nº 55.240, de 10 de maio 2020, e Municipal nº 17.117, de 06 de maio de 2020. 

Como recomenda o MS, podem ser utilizadas máscaras de tecido, sendo essa uma medida adicional é importante para proteger contra o vírus.  Além da máscara devem ser adotadas outras medidas preventivas, tais como: higienização das mãos (lavagem com água e sabão ou fricção com álcool 70%), distanciamento social (quando possível), e etiqueta respiratória (cobrir a boca ao tossir/ espirrar e evitar tocar os olhos, o nariz e a boca). 

A máscara é de uso individual e não deve ser compartilhada, ou seja, cada pessoa deve ter as suas. Além disso, a máscara de tecido requer alguns cuidados adicionais: higienizar as mãos antes e depois de usá-la; utilizar as alças para colocá-la e retirá-la; trocá-la sempre que apresentar sujidade ou umidade e/ou a cada duas horas; não usá-la abaixo do nariz ou deixar o queixo exposto – a máscara deve estar bem ajustada ao rosto, minimizando os espaços entre o rosto e o dispositivo; reservar um local limpo para armazená-la, quando não estiver em uso. Para lavar a máscara corretamente, primeiro deixe-a de molho em água sanitária por 20 minutos, na proporção de um litro de água para duas colheres (de sopa) do produto. Finalize a lavagem com água e sabão e enxague bem. Depois de seca, passe a máscara com ferro quente e utilize-a novamente. É importante salientar que somente a máscara de tecido pode ser lavada e reutilizada – outros tipos de máscara como a cirúrgica ou a N95 não devem ser lavadas.

Para que o uso da máscara de tecido não se torne uma falsa proteção, é importante evitar o uso máscara sob o queixo, trocar se apresentar áreas finas ou rasgos, bem como não tocar a frente da máscara durante o uso.  Também é necessária bastante atenção ao adquirir ou confeccionar as máscaras, pois devem ter camada dupla, utilizando os tecidos recomendados: tricoline, algodão ou TNT - podem ser utilizadas camisetas, panos de prato, entre outros tecidos encontrados em casa. 


Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde julho de 2015. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Assessoria de Comunicação do HU-Furg/Ebserh