Notícias Notícias

Voltar

HU-Furg inaugura laboratório que realizará testes para covid-19

Coronavírus

HU-Furg inaugura laboratório que realizará testes para covid-19

Os exames serão disponibilizados via Sistema Único de Saúde (SUS) para Rio Grande e Região

A partir desta terça-feira (09/06), Rio Grande e Região passam a contar com uma nova estrutura para o enfrentamento à covid-19: o Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). O Laboratório teve investimento de aproximadamente R$ 650 mil e realizará os testes RT-PCR (biologia molecular), que analisam as secreções respiratórias dos pacientes com suspeita de covid-19. Com isso, os testes poderão ser processados em Rio Grande, sem ter a necessidade de encaminhamento para o Laboratório Central de Saúde Pública do Rio Grande do Sul (Lacen), em Porto Alegre, garantindo mais agilidade ao processo. A estrutura foi inaugurada, às 15h, com transmissão ao vivo pela página da Furg no Facebook, e contou com a presença da reitora da Furg, Cleuza Sobral Dias, da superintendente do HU-Furg, Sandra Brandão, e do gerente de Atenção à Saúde do Hospital, Fábio Lopes.   

Segundo o gerente, o Laboratório tem a capacidade de realizar de 60 a 100 testes/dia para identificação do novo coronavírus (SARS-Cov-2), com resultados entre 24 e 72 horas, dependendo do processamento da amostra. Lembrando que esse tipo de teste permite identificar a presença do vírus já nos primeiros dias da doença, com a aparição dos primeiros sintomas, o que auxilia no diagnóstico e no tratamento. Inicialmente, estão disponíveis 5 mil testes que serão utilizados na testagem da população de Rio Grande e Região, bem como dos profissionais da saúde. Os testes serão aplicados de acordo com os protocolos vigentes da doença e preconizados pelo Ministério da Saúde (MS).

A nova área física foi alocada no térreo do Prédio Anexo do Hospital, em um espaço de aproximadamente 100m2, que foi dividido em seis ambientes: secretaria, almoxarifado, sala para recebimento das amostras e laboratórios (dois de Biologia Molecular e um de Citometria de Fluxo). A instalação elétrica foi adaptada para o recebimento de equipamentos novos, incluindo: duas cabines de segurança biológica - nível II, três ultrafreezers e um extrator de material genético. A infraestrutura dos três laboratórios é composta por bancadas novas de aço inox, sistema de exaustão com filtragem e antecâmara para paramentação e desparamentação dos profissionais. Além disso, o piso, a iluminação e as portas foram trocados e estão adequadas aos padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), oferecendo condições adequadas para o manuseio de vírus de transmissão respiratória. 

A obra foi gerenciada pela equipe da Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar do HU-Furg e realizada de forma prioritária pela empresa terceirizada responsável pela manutenção do Hospital. Além disso, o projeto contou com a participação da Divisão Administrativa Financeira, que apoiou a Fundação de Apoio à Universidade do Rio Grande (Faurg) nos processos de compra e aquisição dos materiais necessários à intervenção. O gerente Administrativo do HU-Furg, Tomás Dalcin, destacou: “com o esforço e envolvimento de todos foi possível de forma ágil concluirmos essa obra de grande importância para o enfrentamento à covid-19”. Os recursos utilizados na obra e aquisição de materiais são provenientes do próprio Hospital, da Fundação de Apoio ao Hospital de Ensino do Rio Grande (Faherg), e de doações da empresa Yara Brasil e do Órgão de Gestão de Mão-de-obra do Trabalho Portuário Avulso do Porto do Rio Grande (Ogmo Rio Grande).

Segundo a superintendente do HU-Furg, Sandra Brandão, as adequações do Laboratório permitirão, após a pandemia de covid-19, a continuidade das atividades, com testagem para outras doenças respiratórias. O Laboratório é resultado da união de esforços de diferentes equipes internas do Hospital e da Furg, bem como do trabalho de dois meses, com a adaptação da estrutura física, aquisição de equipamentos e insumos e treinamento da equipe. A superintendente também ressaltou que a estrutura inaugurada é uma ampliação do Laboratório de Carga Viral/CD4+, vinculada ao Laboratório de Análises Clínicas e Patológicas do HU-Furg e uma extensão do Laboratório de Biologia Molecular da Faculdade de Medicina (FaMed) da Furg, e já está credenciada junto ao MS. Além disso, a estrutura abriga o recém-criado Serviço de Diagnóstico Molecular da Covid-19 (SDC).

A reitora da Furg, Cleuza Dias, enfatizou a relevância das instituições públicas federais no enfrentamento à covid-19. “Nossas instituições têm sido protagonistas nas ações que tem efetivado o cuidado e a preservação da vida. Rio Grande é privilegiado por ter a Furg e o Hospital Universitário, que fazem toda a diferença para o Município e Região. O desafio que hoje enfrentamos é sem precedentes, estamos unindo esforços entre as instituições na busca compartilhada de soluções para o enfrentamento à pandemia.”

A cerimônia foi concluída com o desenlace da fita de inauguração do novo laboratório e visita à área administrativa. Com isso, o Laboratório passa a funcionar efetivamente, atendendo a 28 municípios da 3ª e 7ª Coordenadorias Regionais de Saúde do Estado. As amostras serão coletadas pelas instituições de saúde dos municípios e encaminhadas ao HU-Furg, atendendo o protocolo Secretaria Estadual de Saúde.

 

Sobre o Laboratório de Carga Viral/CD4+ 

O Laboratório de Carga Viral/CD4+ foi instalado em Rio Grande em 1998 e está vinculado ao Departamento de Condições Crônicas e Infecções Sexualmente Transmissíveis (DCCIS) do Ministério da Saúde (MS). O Laboratório é referência regional, realizando exames de biologia molecular para a Região.

A responsável técnica pelo Laboratório, Luísa Mota, enfatiza que “além dos exames já ofertados, com essa nova área e a manutenção do convênio com o MS, foi possível implantar o diagnóstico molecular de covid-19 pela técnica Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real com Transcrição Reversa (RT-PCR), sem prejuízo da dinâmica habitual em relação ao HIV/hepatites. O Laboratório receberá amostras suspeitas de covid-19 dos municípios já incluídos em nosso trabalho cotidiano para HIV e hepatites. As amostras biológicas devem, preferencialmente, ser coletadas do 3º ao 5º dia do início dos sintomas, sendo esse o período ideal para realização do teste molecular”.

 

Sobre o Serviço de Diagnóstico Molecular da Covid-19

Conforme a docente da FaMed, Ivy Bastos Ramis, “frente a necessidade de enfrentamento à pandemia de covid-19 e em reconhecimento do papel das instituições acadêmicas no suporte ao diagnóstico da infecção, houve a união de esforços dos docentes da Área Interdisciplinar de Ciências Biomédicas (AICB), da Infectologia e da Epidemiologia da Faculdade de Medicina da Furg, junto à autoridades acadêmicas da Furg, gestores do HU-Furg/Ebserh e da Secretaria de Município da Saúde (SMS), para a implementação do Serviço de Diagnóstico Molecular da Covid-19 (SDC) que funcionará dentro do Laboratório de Apoio Diagnóstico em Infectologia do HU-Furg”.

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde julho de 2015. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Assessoria de Comunicação do HU-Furg/Ebserh

Imagens: