Notícias Notícias

Voltar

CID completa 20 anos de atendimento à população

Comemoração

CID completa 20 anos de atendimento à população

A equipe multiprofissional realiza cerca de 1,7 mil atendimentos por mês

Em 6 de setembro de 1999, o Centro Integrado de Diabetes (CID) do Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) iniciou seus primeiros atendimentos à população. Na época, uma equipe pequena, sendo muitos dos profissionais voluntários. Primando pelo atendimento integrado dos pacientes portadores de diabetes e pela abrangência do trabalho, a expansão do CID foi rápida, tornando-se referência em diabete no município do Rio Grande e região.

O atendimento à população foi possível com a inauguração da Ala Azul do HU-Furg, realizada em 20 de agosto, poucos dias antes do CID iniciar efetivamente suas atividades. Na época, a Ala Azul também passou a abrigar o Centro Regional de Estudos, Prevenção e Recuperação de Dependentes Químicos (CENPRE), que, até então, não ficava nas instalações do HU.

Em uma retrospectiva histórica, o chefe da Unidade do Sistema Cardiometabólico, Ivaldir Sabino Dalbosco, destacou que em 20 anos, o CID passou por algumas crises, mas perseverante, conseguiu manter seus objetivos e ampliar a sua atuação. “Além dos atendimentos aos usuários, a equipe do CID também realiza reuniões com pacientes e familiares, auxiliando na compreensão da doença e na adesão ao tratamento”, ressaltou Dalbosco.

Atualmente, contamos com uma grande equipe multiprofissional, que faz cerca de 1,7 mil atendimentos por mês. Os profissionais são das áreas: Endocrinologia, Endocrinologia Pediátrica, Cardiologia, Oftalmologia, Nefrologia, Cirurgia Vascular, Psiquiatra, Enfermagem, Periodontia, Nutrição, Educação Física e Psicologia. Na área do ensino, participam graduandos da Faculdade de Medicina (FaMed/Furg) e da Escola de Enfermagem (EEnf/Furg), residentes do Programa de Residência Integrada Multiprofissional Hospitalar com Ênfase na Atenção à Saúde Cardiometabólica do Adulto (RIMHAS), bem como médicos residentes do HU e da Santa Casa. Eles trabalham questões relativas ao diabetes mellitus, auxiliando na autonomia, autocuidado e adesão ao tratamento. O Grupo Multiprofissional ao Adulto com Diabetes é aberto à comunidade em geral e os encontros ocorrem quinzenalmente, às terças-feiras, às 10h, no CID, Ala Azul, 2º andar da Área Hospitalar, com entrada pela Portaria Central, Acesso 4.

Diabetes Mellitus

Os sintomas mais frequentes da diabetes mellitus são sede e fome excessivas, emagrecimento, cansaço, desânimo e feridas que não cicatrizam. Na maioria dos casos, a doença surge sem sintomas, por isso, é importante atentar aos fatores de risco como histórico familiar de diabetes, obesidade, sedentarismo, hipertensão arterial, dislipidemia, parto de bebê com peso superior a quatro quilos ou ter recebido o diagnóstico de diabetes gestacional ou de síndrome dos ovários policísticos.  Ao perceber algum destes sinais, a pessoa deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima do seu bairro. Ou, em casos de emergência procurar o hospital mais próximo. Outras informações no Centro Integrado do Diabetes (CID), pelos telefones (53) 3233-8876 ou (53)3233-0223.

Jornada de Diabetes

No dia 8 de novembro, será realizada a VI Jornada Multiprofissional de Educação em Diabetes Mellitus, evento organizado pelo CID, em alusão ao Dia Internacional do Diabete, celebrado em 14 de novembro. A programação será divulgada em breve.

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Dr. Miguel Riet Corrêa Jr. da Universidade Federal do Rio Grande (HU-Furg) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde julho de 2015. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Assessoria de Comunicação do HU-Furg/Ebserh