Notícias Notícias

Voltar

HU-UFMA alerta para prevenção de câncer colorretal

SAÚDE

HU-UFMA alerta para prevenção de câncer colorretal

Tumor já é o segundo tipo mais frequente entre homens e mulheres

O mês de setembro é dedicado a prevenção do câncer colorretal e o Hospital Universitário da UFMA (HU-UFMA) não podia deixar passar em branco uma causa tão importante sem alertar a população. Além do mês de setembro foi escolhida a cor verde para conscientizar a sociedade sobre esse cuidado. O câncer colorretal é um tumor que acomete o intestino grosso (subdividido em cólon e reto) e vem se tornando uma doença cada vez mais incidente na população brasileira.

Segundo dados do Instituto Nacional de Câncer (Inca), estima-se que para cada ano entre 2020 e 2022, sejam registrados 40.990 novos casos de câncer colorretal. O tumor já é o segundo tipo mais frequente entre homens e mulheres.

Estudos da Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP) indicam que o grande acréscimo no número de novos casos de tumores no intestino esteja vinculado ao maior acesso das pessoas a métodos de diagnóstico, como a colonoscopia.

No Brasil, o exame é indicado a partir dos 50 anos para indivíduos sem histórico na família de tumor ou pólipo no intestino. No entanto, seguindo a nova orientação da American Cancer Society, a SBCP trabalha para atualizar sua recomendação para rastreamento de câncer colorretal, que iniciaria já a partir dos 45 anos. Nos casos de histórico familiar ou mesmo quando há alterações do hábito intestinal, a recomendação é fazer o exame com mais antecedência.

O chefe do Serviço de Coloproctologia do HU-UFMA, João Batista Barreto, ressaltou a importância de alertar a população. “Hábitos saudáveis e prevenção são essenciais para evitar esse tipo de câncer. A população precisa ser informada e se conscientizar sobre a doença. Essa é uma oportunidade de sensibilizar e promover a prevenção, mostrando que apenas um exame de colonoscopia pode ser determinante para um bom diagnóstico, evitando a evolução da doença.”

Sintomas

Os sintomas do câncer colorretal na maioria das vezes surgem em estágio mais avançados da doença e consistem em mudança repentina e persistente dos hábitos intestinais, como diarreia, constipação e fezes com sangue e escuras, além de dor abdominal, anemia, fraqueza e perda de peso.

Prevenção

Entre os hábitos que podem influenciar no surgimento da doença estão obesidade, sedentarismo, tabagismo, consumo excessivo de álcool, dieta rica em carne vermelha e alimentos processados.

História prévia de pólipos e câncer colorretal (pessoal ou familiar), diabetes tipo 2 e doenças inflamatórias intestinais (colite ulcerativa e doença de Crohn) são fatores que podem aumentar o risco de aparecimento do câncer de cólon e reto.

Entre os bons hábitos que devem ser seguidos a fim de prevenir o câncer de intestino estão: ingerir diariamente fibras (25 a 30g), frutas e verduras (2,5 xícaras) e peixes de duas a três vezes por semana; evitar a ingestão exagerada de álcool, alimentos gordurosos, carne vermelha e embutidos; praticar atividade física regularmente e não fumar.

 

Por Alexsandra Jácome com informações da Sociedade Brasileira de Coloproctologia

Unidade de Comunicação Social do HU-UFMA