Notícias Notícias

Voltar

HU amplia atendimentos ambulatoriais com medidas de segurança

CONSULTAS

HU amplia atendimentos ambulatoriais com medidas de segurança

Ficam mantidas todas as orientações e estratégias de prevenção contra a Covid-19.

O Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), começou a ampliar os seus atendimentos ambulatoriais eletivos. A medida ocorre de forma gradual e respeitando os protocolos de biossegurança já implementados nos ambulatórios.

De acordo com a chefe da Divisão de Gestão do Cuidado do HU-UFS, enfermeira Ana Paula Lemos, estão mantidas todas as orientações e estratégias de prevenção contra a Covid-19. “Os pacientes estão sendo convocados por telefone para atendimento em algumas especialidades, de forma criteriosa e seguindo recomendações. Os profissionais atendem de forma presencial por blocos de horário, a fim de evitar aglomerações em salas de espera”, pontua Ana Paula.

Ela explica que a marcação e confirmação das consultas agendadas está sendo feita preferencialmente por telefone, com a orientação para que os pacientes cheguem pelo menos meia hora antes do atendimento agendado e listando alguns cuidados do seu transporte até o hospital, bem como investigando a existência de sintomas gripais prévios.

Máscara

“É necessário informar aos pacientes e acompanhantes que o uso da máscara é obrigatório para adentrar ao HU-UFS. Está sendo realizado o acolhimento de todos os pacientes a serem atendidos para verificar o histórico de sintomas gripais e tomar as medidas de precaução já preconizadas. São intensificados também os cuidados em relação à higiene com a lavagem das mãos de forma mais frequente e o uso de álcool gel para os profissionais e pacientes”, destaca a enfermeira.

Outra medida importante do hospital para essas atividades assistenciais foi a implementação de novas tecnologias da informação, como o prontuário eletrônico no Serviço Ambulatorial. “Todos os dados e a assistência realizada aos pacientes estão sendo registrados em prontuário eletrônico, com a finalidade de otimizar o acesso às informações”, detalha Ana Paula.

A solicitação de exames laboratoriais, de métodos gráficos e de imagem também sofreu mudanças. Agora, pode ser realizada pelo Sistema Mais Exames, um processo eletrônico seguro e que possibilita ao paciente a facilidade de pegar o resultado do seu exame pela internet, utilizando senha e cadastro próprios. “O profissional médico também visualiza esse resultado de forma eletrônica”, complementa.

“Vale ressaltar que serviços de referência do HU-UFS mantiveram os seus atendimentos desde o início da pandemia, a exemplo do Programa de Triagem Neonatal; do Núcleo de Perícias em Reumatologia; do Centro de Infusão de Terapias e Imunobiológicos (CITI); do Núcleo de Alergia Alimentar; do Ambulatório de Pré-natal de Alto Risco; do Ambulatório de pacientes com Hanseníase; do Ambulatório de Doenças Inflamatórias Intestinais; do Serviço de Hepatologia; do Ambulatórios de pacientes em pré e pós transplantes de rim e fígado e do Ambulatório de Cicatrização”, detalha.

Continuidade

Ao tomar medidas de precaução e reorganizar os seus serviços, o HU-UFS conseguiu dar andamento aos atendimentos em áreas como Especialidades Pediátricas, Otorrinolaringologia, Odontologia para pacientes especiais, Hepatologia, Cirurgia Digestiva, Urologia, Dermatologia, Acupuntura, Ginecologia/Obstetrícia, Mastologia, Cirurgia Geral e Cirurgia Plástica.

Foi elaborado ainda um documento interno para orientar os profissionais do Hospital Universitário de Sergipe no âmbito do Serviço Ambulatorial. O documento serve de base para a realização da assistência aos pacientes ambulatoriais, ressaltando os princípios de biossegurança, as medidas de controle e precaução a casos suspeitos ou confirmados de Covid-19, o uso de Equipamentos de Proteção Individual para as diversas especialidades, dentre outros aspectos.

“Aqueles pacientes que já estavam agendados antes da pandemia serão convocados por telefone para as consultas. Os novos atendimentos, ou os pacientes de primeira vez, seguem os protocolos anteriores de acesso, com marcação pelo sistema na Unidade Básica de Saúde”, ressalta Ana Paula.

Atuação da Rede Ebserh e do HU-UFS

Além do apoio ao ensino, formação e capacitação das equipes assistenciais, a Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional para o enfrentamento da pandemia. Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COEs desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 40 unidades hospitalares. No HU-UFS, esse trabalho é gerenciado pelo Comitê de Enfrentamento Institucional à Covid-19.

A Ebserh tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas. Promoveu processos seletivos emergenciais com a possibilidade de contratação de aproximadamente 6 mil profissionais temporários para o enfrentamento da pandemia.

Também disponibilizou R$ 274 milhões para ações contra o coronavírus, recursos do Ministério da Educação (MEC) liberados pela Ebserh de acordo com a necessidade e urgência de cada unidade hospitalar. A verba está sendo utilizada em adequação da infraestrutura, aquisição e manutenção de equipamentos, compra de medicamentos e outros insumos, além de equipamentos de proteção individual.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do Covid-19, enquanto que em outras, atuam como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população - como é o caso do HU-UFS - por meio do Sistema Único de Saúde.

Por Andreza Azevedo

Imagens: