Notícias Notícias

Voltar

HU esclarece supressão de amendoeira

RESPONSABILIDADE AMBIENTAL

HU esclarece supressão de amendoeira

A retirada da árvore foi feita mediante autorização ambiental da Secretaria do Meio Ambiente de Aracaju.

O Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), vinculado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), esclarece à comunidade os motivos pelos quais se tornou necessária a supressão de uma amendoeira (Terminalia catappa) dentro do Campus da Saúde.

De acordo com o chefe da Divisão de Logística e Infraestrutura Hospitalar (DLIH), Eraldo Nascimento, o planejamento para extirpação da árvore teve início quando se descobriu que parte do seu tronco estava necrosado. “Havia risco de desabamento, o que poderia causar um acidente com consequências imensuráveis, considerando, em especial, os fios da rede de alta tensão próximos aos galhos”, avalia o gestor, quem aponta os riscos que existiam para a integridade das pessoas e das estruturas físicas das construções prediais ao redor da amendoeira.

Por isso, o HU-UFS acionou a Secretaria do Meio Ambiente de Aracaju, que enviou biólogos para analisar a situação da árvore. Após a avaliação, a Secretaria decidiu autorizar o HU-UFS a retirar a amendoeira, sob a condição de plantar outra muda de espécie arbórea. Para ler a autorização ambiental na íntegra, clique aqui.

O espaço onde antes se encontrava a árvore está em processo de reurbanização, no qual a DLIH vai plantar árvores frutíferas em locais previamente avaliados por equipe técnica especializada. “Serão duas mangueiras do tipo precoce, cujos tamanhos e frutos são compatíveis com as áreas disponíveis”, explica Eraldo. Nos próximos 30 dias, além da plantação de novas árvores, o HU-UFS concluirá pavimentação para o espaço e entregará cerca de 20 novas vagas de estacionamento.

Por Luís Fernando Lourenço