Notícias Notícias

Voltar

Live em homenagem aos servidores do HU emociona participantes

EVENTO

Live em homenagem aos servidores do HU emociona participantes

Como não poderia ser diferente, a lembrança do Dia do Servidor do HU-UFS, em 2020, ressaltou os esforços envidados por todos os profissionais durante o atual período de pandemia.

Servidores do Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), filial da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), participaram nesta quinta-feira, 29, de uma live em homenagem ao Dia do Servidor, lembrado em 28 de outubro. A abertura do evento online teve a apresentação do texto “Canto de Gratidão aos Anônimos e Inumeráveis Funcionários do HU-UFS”, da professora Sônia Azevedo, doutora em Educação, professora universitária e membro da Academia de Letras de Aracaju.

“A cada dia de presença e luta, uma vida pôde ser salva, justamente porque eles [funcionários do HU-UFS] estavam ali para informar, para cuidar, orientar, ensinar. Mais que funcionários, os homens e mulheres do HU se constituem como seres humanos resolutos, infatigáveis, que não se rendem nunca, porque ainda está distante o horizonte desejado, e, portanto, não há tempo para estanciar a coragem e a fé que se renovam a cada dia, pela força das suas ações fundadoras de possibilidades”, disse em um dos trechos da homenagem.

Como não poderia ser diferente, a lembrança do Dia do Servidor do HU-UFS, em 2020, ressaltou os esforços envidados por todos os profissionais durante o atual período de pandemia. Para a superintendente do hospital, Angela Silva, em 36 anos de instituição como Hospital Universitário, esse está sendo o momento mais desafiador, em todos os aspectos.

Gratidão

“Quando falamos de HU, não falamos do prédio, do espaço físico, mas das pessoas que constituem o hospital e que mostram que o Sistema Único de Saúde (SUS) vem dando uma resposta espetacular, acima das expectativas, superando os resultados de países muito mais desenvolvidos. Sinto-me grata a todos os servidores do HU, de todas as áreas, que são pessoas imprescindíveis”, disse.

Para ela, a pandemia trouxe à tona uma definição de servidor que vai muito além da que está no dicionário. “A pandemia veio para nos tirar da zona de conforto, mostrar que não podemos fazer nada sozinhos. Se não nos juntarmos, não venceremos, ficaremos enfraquecidos”, disse a gestora.

Parcerias

Em sua fala, ela agradeceu às diversas instituições e pessoas que colaboraram de alguma forma com o hospital nesse período difícil, a exemplo da Ebserh, da própria UFS e do Instituto Federal de Sergipe (IFS), com a disponibilização de Equipamentos de Proteção Individual; dos empresários sergipanos, principalmente do Grupo de Líderes Empresariais de Sergipe (Lide), com a doação de material essencial para o tratamento da Covid-19; do Hospital Cirurgia, um grande parceiro; da Sociedade Amigos do Hospital Universitário de Aracaju (Soahu) e dos Ministérios Públicos Federal, do Trabalho e Estadual.

O gerente de Atenção à Saúde, Marcos Albuquerque, o gerente Administrativo do HU-UFS, Edélzio Costa Junior, e o representante do Comitê de Enfrentamento Institucional Covid-19, Raimundo Saturnino, também expressaram muita gratidão a todos os servidores, pessoas e empresas que colaboraram e permanecem colaborando com o hospital.

Já o gerente de Ensino e Pesquisa do HU-UFS, Roque Pacheco, lembrou das palavras do médico Antônio Carlos Sousa. “Como escreveu o professor Sousa, ‘somente pessoas dotadas de sentimentos nobres e altruísticos é que lembram de tributar homenagem àqueles que os ajudaram a mitigar se sofrimento’ e ainda mais, ‘gratidão é virtude de pessoas conscientes de sua dignidade’. Portanto, nossos agradecimentos e gratidão a todos os servidores públicos do HU, que têm amor desinteressado ao próximo”, afirmou o professor Roque.

Programação cultural

Em um dos momentos mais aguardados durante a live, a cantora sergipana Antônia Amorosa abrilhantou o evento com uma apresentação musical. Ela trouxe uma composição própria em homenagem aos servidores do HU, deixando visível que a emoção tomou conta de alguns dos participantes. “Vocês são merecedores de todo o meu carinho e admiração, saibam que a voz do artista também representa o sentimento de um povo. Já pude testemunhar de perto diversos momentos em que o HU pôde desempenhar um papel muito importante para a sociedade”, expressou a cantora.

A live também teve espaço para uma fala sobre o Comitê de Enfrentamento Institucional SARS-CoV2 (Doença pelo Coronavírus - COVID 2019) no âmbito do HU/UFS-EBSERH, equipe que dedicou um tempo além das suas atribuições normais para enfrentar a pandemia dentro do hospital. O Serviço de Comunicação Social também foi lembrado, por desempenhar o papel de levar informações cruciais aos públicos interno e externo do hospital.

Finalizando a apresentação, a ouvidora do HU-UFS, Jucélia Coutinho, fez a leitura de alguns dos elogios a servidores registrados durante o ano. Cada servidor elogiado receberá em breve um certificado entregue por ela, reconhecendo o desempenho dele no hospital.

Atuação da Rede Ebserh e do HU-UFS

Além do apoio ao ensino, formação e capacitação das equipes assistenciais, a Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) implementou o Comitê de Operações Especiais (COE) para definir estratégias e ações em nível nacional para o enfrentamento da pandemia. Desde os primeiros anúncios sobre a Covid-19, a Rede Ebserh tem trabalhado em parceria direta com os ministérios da Saúde e da Educação, com participação nos COEs desses órgãos, e tendo como diretrizes o monitoramento da situação no país e em suas 41 unidades hospitalares. No HU-UFS, esse trabalho é gerenciado pelo Comitê de Enfrentamento Institucional à Covid-19.

A Ebserh tem atuado na realização de treinamento de funcionários da Rede, promoção de webaulas, definição de fluxos e instituição de câmaras técnicas de discussões com especialistas. Promoveu processos seletivos emergenciais com a possibilidade de contratação de aproximadamente 6 mil profissionais temporários para o enfrentamento da pandemia.

Em algumas regiões, as unidades da Rede Ebserh têm atuado como hospitais de referência ao enfrentamento do Covid-19, enquanto que em outras, atuou como retaguarda em atendimentos assistenciais para a população - como foi o caso do HU-UFS - por meio do Sistema Único de Saúde.

Por Andreza Azevedo