Notícias Notícias

Voltar

HU vai iniciar avaliação interna de qualidade

Diagnóstico interno

HU vai iniciar avaliação interna de qualidade

Objetivo é promover a cultura de aperfeiçoamento contínuo das atividades realizadas entre todos os hospitais da Rede Ebserh.

Brasília (DF) – Como estão os processos de trabalho assistenciais, administrativos, de gestão e de ensino e pesquisa? É necessário melhorar em alguns aspectos? O hospital é referência para outras unidades? Essa é a avaliação que começa a ser feita, com a nova fase do Programa Ebserh de Qualidade, que consiste em um sistema próprio de avaliação periódica das atividades para promover a cultura de melhoria contínua dos serviços prestados à população brasileira.

Um dos objetivos da avaliação interna (Avaqualis) é sensibilizar os profissionais quanto à necessidade e relevância da melhoria nos processos de trabalho, promovendo uma cultura voltada para o processo de aprendizagem. Os hospitais, inicialmente, irão realizar curso para os profissionais que realizarão a avaliação interna quanto à conformidade das práticas do hospital frente aos requisitos contidos no Manual de Diretrizes e Requisitos do Programa e Selo Ebserh da Qualidade.

Os profissionais designados para realização da avaliação interna da instituição devem identificar as oportunidades de melhoria, e, em conjunto com as áreas envolvidas, estabelecer prioridades no planejamento das ações com foco na melhoria dos processos de trabalho e, consequentemente, dos resultados.

A avaliação interna deve ser concluída até 18 de fevereiro do próximo ano. Essa avaliação não possui finalidade de concessão do Selo Ebserh de Qualidade. No entanto, é uma condição para a avaliação externa. “Para começarmos a falar de qualidade, temos que falar sobre a segurança do paciente. E desde 2014, já trabalhamos essa questão na Rede Ebserh. Mas a segurança do paciente é uma das seis dimensões da qualidade”, lembrou a chefe do Serviço de Gestão da Qualidade Assistencial, Marcia Dal Sasso, referindo-se ao pressuposto de que a assistência à saúde deve ser segura, efetiva, centrada no paciente, oportuna, eficiente e igualitária.

No HU-UFS

Aracaju (SE) – No Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), vinculado à Rede Ebserh, os servidores que atuarão na Avaqualis já participaram de duas turmas de capacitação, nas quais puderam entender o papel que os avaliadores devem desempenhar. Nos próximos dias, será publicada uma Portaria com os membros da Comissão Interna.

De acordo com a chefe do Setor de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde (SGQVS), Marcia Macedo, a avaliação interna constitui um importante processo de reconhecimento das atuais condições do hospital, com o intuito de que se reconheçam as necessidades de melhoria. “Temos 938 itens na nossa planilha, para os quais haverá três tipos de respostas: ‘sim’, ‘não’ e ‘não se aplica’. Para que o avaliador interno marque uma resposta ‘sim’, o serviço avaliado terá de apresentar as evidências comprobatórias”, explica a gestora.

Durante o processo de avaliação, haverá um líder de qualidade em cada serviço do HU-UFS, que será responsável por subsidiar o trabalho dos avaliadores. Os líderes serão indicados pelas chefias e funcionarão como um elo entre o avaliador interno e o serviço avaliado.

Sobre o SEQuali

O Selo Ebserh de Qualidade visa reconhecer formalmente os hospitais que atingirem padrões estabelecidos no sistema de avaliação e, de acordo com o nível de maturidade do hospital, o Selo é dividido em quatro categorias. O selo Bronze será concedido aos hospitais que cumprirem 100% dos requisitos essenciais (RE), com validade de dois anos. A categoria Prata será concedida àqueles que cumprirem não apenas os requisitos essenciais, mas, no mínimo, 80% de todos os requisitos exigidos, com periodicidade de avaliação de dois anos. O Selo Ouro irá para os hospitais que cumprirem, no mínimo, 95% de todos os requisitos, com validade de três anos. E a categoria Diamante será concedida aos hospitais que cumprirem 100% de todos os requisitos, também com validade de três anos.

Sobre a Rede Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Ebserh foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do SUS e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Os hospitais universitários são, por sua natureza educacional, campos de formação de profissionais de saúde. A Rede Ebserh não é responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país, apenas atua de forma complementar ao SUS.

Imagens:

Com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh.