Notícias Notícias

Voltar

Programa gerido pela Ebserh libera R$ 843 mil para HU-UFS

REHUF

Programa gerido pela Ebserh libera R$ 843 mil para HU-UFS

O Rehuf destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais vinculados às universidades federais.

O Diário Oficial da União (DOU) publicou em portaria a disponibilização de R$ 79,5 milhões para 48 hospitais universitários federais. Financiado pelo próprio Ministério da Educação (MEC) e pelo Ministério da Saúde (MS), o Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf) é gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), estatal vinculada ao MEC. Os recursos liberados por meio da portaria são do MS e destinados ao custeio das atividades diárias do hospital.

Todas as liberações de verbas fazem parte de um planejamento feito pela Ebserh para garantir os investimentos e manutenção dos serviços das unidades. Em 2019, cerca de R$ 305 milhões já foram repassados aos hospitais por meio do Rehuf. Na nova leva, o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), foi contemplado com pouco mais de R$ 843 mil.

Para o gerente administrativo do HU-UFS, Edélzio Costa Júnior, o recurso é fundamental para promover melhorias nos serviços oferecidos aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). “No HU-UFS, o recurso será utilizado para custeio da execução de serviços de pessoa jurídica, permitindo ao hospital honrar seus contratos e focar no crescimento institucional”, pontua.

Ele acrescenta que, desde a entrada da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) no gerenciamento desses recursos, é notável o crescimento do hospital, por meio da alavancagem operacional que impulsiona a produção existente e também os novos serviços, o que contribui consideravelmente para o fortalecimento da Rede SUS.

Para saber quais hospitais foram contemplados e os respectivos valores, acesse a portaria no DOU.

O Programa e a Ebserh

O Rehuf destina-se à reestruturação e revitalização dos hospitais vinculados às universidades federais, incluindo as não filiadas à Ebserh. A descentralização dos recursos obedece a critérios como o porte do hospital (número de leitos), o perfil assistencial (baixa, média ou alta complexidade), entre outros. O objetivo é criar condições materiais e institucionais para que os hospitais universitários federais possam oferecer atendimento médico e hospitalar de qualidade, além de apoiar o ensino e pesquisa.

Já a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas.

Por Andreza Azevedo e Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh