Prevenção Prevenção

Voltar

Equipe orienta profissionais para lidar com casos de violência sexual infantil

Capacitação

Equipe orienta profissionais para lidar com casos de violência sexual infantil

Além da capacitação, será lançado Procedimento Operacional Padrão sobre interrupção legal de gestação em casos de violência

Profissionais da área de saúde e demais interessados vão participar, no próximo dia 10 de julho, de uma capacitação organizada pela Equipe Acolhe, do Hospital da Universidade Federal de Santa Catarina Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC), na qual será explicada a abordagem da criança e adolescente em situação de violência sexual.

 

A coordenadora da Equipe Acolhe, Lígia Silveira Dutra, explicou que a capacitação é aberta aos profissionais do hospital e ao público da Rede de Atenção Integral às Pessoas em Situação de Violência Sexual (Raivs) em Florianópolis. O evento será realizado a partir das 17 horas, no auditório do Bloco Didático da Medicina no HU.

 

Segundo ela, além da capacitação, haverá o lançamento, com capacitação, do Procedimento Operacional Padrão (POP) da interrupção legal da gestação nos casos de violência sexual.

O HU-UFSC é pioneiro na elaboração e implantação da Rede de Atenção às Pessoas em Situação de Violência Sexual em Florianópolis e conta com uma equipe multidisciplinar desde 2002 para atendimentos nestes casos. Em 2014, foi formalizada com o nome de Equipe Acolhe.

 

Desde quando foi oficializada em 2014, a Equipe passou por diversas capacitações oferecidas pelo Ministério da Saúde, pela Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, pela Prefeitura Municipal de Florianópolis, além de sediar o encontro de lançamento da terceira edição do ‘Protocolo Raivs’.

 

Todas as capacitações realizadas objetivam realizar um trabalho multidisciplinar no HU/UFSC, além de seguirem as diretrizes da Política Nacional de Humanização (PNH), criada pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que tem como intuito evitar a revitimização, que é quando a vítima desses abusos é questionada de forma equivocada sobre o ocorrido, fazendo-a relembrar daqueles momentos doloridos de sua vida.

 

Clique aqui para acessar o POP