Prevenção Prevenção

Voltar

Saem documentos atualizados para normas e rotinas de atuação de doulas no hospital

Maternidade

Saem documentos atualizados para normas e rotinas de atuação de doulas no hospital

Doulas são pessoas que prestam assistência à mulher antes, durante e após o parto. Atividade é regulamentada e não pode interferir na atuação dos profissionais

A Comissão Interdisciplinar de Assessoria à Maternidade do Hospital da Universidade Federal de Santa Catarina Professor Polydoro Ernani de São Thiago (Comater/HU-UFSC) divulgou o documento atualizado para normas e rotinas de atuação de doulas na instituição, juntamente com o termo de conduta e o modelo para cadastro.

A palavra "doula" vem do grego "mulher que serve". Nos dias de hoje, aplica-se às pessoas que dão suporte físico e emocional a mulheres antes, durante e depois do parto. São pessoas de livre escolha da parturiente e puérpera.

De acordo com o material divulgado, o objetivo é estabelecer normas referentes às rotinas de assistência obstétrica e adequar as atribuições do papel da doula no acompanhamento às mulheres atendidas na maternidade, seguindo o que determina a Lei 16.869/2016. O documento explica sobre o cadastramento e as regras para a atuação.

De acordo com a Comater, a candidata a doula no HU deve aguardar o parecer, que sai num prazo de 15 dias úteis, para liberação de sua atividade e deve participar de uma visita aberta às gestantes e acompanhantes, que acontece duas vezes por mês.

O documento estabelece ainda casos em que a atuação de doula é vedada no HU, orienta sobre entrega da documentação e quais são os limites para a atividade dentro da instituição.

 

Clique aqui para acessar o documento para normas e rotinas de funcionamento das doulas

Clique aqui para acessar o cadastro de doulas

Clique aqui para acessar o termo de conduta