Notícias Notícias

Voltar

HUAC desenvolve ações voltadas à população e aos colaboradores no enfrentamento da covid-19

BALANÇO

HUAC desenvolve ações voltadas à população e aos colaboradores no enfrentamento da covid-19

Nesta quarta-feira (26), fez seis meses do primeiro registro da doença no Brasil

No dia 26 de fevereiro deste ano, houve o primeiro caso de covid-19 no Brasil. Seis meses se passaram desde então. De acordo com dados do Ministério da Saúde, o país acumula atualmente a marca de mais 3,7 milhões de casos e mais de 117 mil óbitos. Em Campina Grande, segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade está com cerca de 11,4 mil casos e 297 mortes.

O Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC) da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e vinculado à Rede Ebserh participou do enfrentamento desta doença ofertando 24 leitos, sendo 12 de UTI e 12 de enfermaria. O hospital começou a receber pacientes em maio deste ano e encerrou as atividades da ala covid na última sexta-feira (21).

Além do tratamento a pacientes com a covid-19, o HUAC adotou diversas ações para auxiliar a população e garantir a segurança dos colaboradores da instituição:

- Durante os três meses em que a UTI covid (12 leitos) esteve ativa, o HUAC recebeu 66 pacientes. Destes, 38 saíram da ala covid (16 altas para casa, 16 altas para enfermaria e 06 transferências para a UTI geral) e 28 faleceram (23 confirmados para covid, 4 descartados e 1 em investigação);

- Os infectologistas do hospital que estavam realizando atendimentos relacionados à covid no ambulatório efetuaram 312 consultas;

- Dentre os 12 leitos de enfermaria, 6 deles foram destinados para crianças portadoras de câncer internadas no HUAC que apresentassem algum sintoma respiratório. Ao longo dos três meses, apenas 5 crianças passaram pela enfermaria, mas sem nenhuma gravidade;

- Os outros 6 leitos da enfermaria foram atribuídos a adultos, internados no HUAC, que precisassem permanecer em isolamento;

- Para que fosse possível que o HUAC ofertasse 24 leitos para pacientes com covid, foi finalizada a reforma da Ala E do hospital, com adequações para fluxo unidirecional, evitando contaminação da equipe, além da instalação de pontos de rede de gases. Também foram adquiridas nove camas para montagem dos leitos;

- Foi elaborado o Plano de Contingência do HUAC. Documento que tem como objetivo auxiliar o hospital na resposta ao enfrentamento da doença, apontando as responsabilidades do HU junto a Secretaria de Saúde de Campina Grande. O Plano também contou com as ações a serem implementadas para promover a assistência adequada ao paciente, vigilância epidemiológica sensível e oportuna, como também ações de comunicação; além de ativar o Comitê Gestor Interno de Enfrentamento e Combate à Covid-19 (CGIECC);

- Foram fornecidos EPIs e treinamentos contínuos para os profissionais;

- Foi criado um canal para que a população pudesse tirar dúvidas sobre a doença com os médicos do hospital através de e-mail;

- O HUAC também disponibilizou um infectologista para ser acionado pelos médicos do programa Saúde da Família para esclarecer quaisquer questionamentos sobre como proceder em relação ao coronavírus;

- Com a campanha interna de vacinação contra influenza, 813 profissionais do hospital foram imunizados;

- Durante a pandemia, como forma de evitar a disseminação do vírus, as visitas foram suspensas. Contudo, foi ofertado o serviço de visitas online para os pacientes;

- O hospital estabeleceu um fluxo de atendimento para os colaboradores com síndrome gripal;

- Foi disponibilizado apoio psicológico para os profissionais;

- Através de ação do setor de Nutrição, junto das refeições destinadas aos pacientes e colaboradores da Ala covid do hospital, iam mensagens de esperança;

- O hospital aderiu à comunicação alternativa (através de cartões com símbolos e imagens) para facilitar o diálogo com pacientes que possuem dificuldade na fala;

- Desde abril, foi produzido semanalmente um boletim informativo voltado ao público interno com o objetivo de trazer mensagens e informações que pudessem contribuir para a reflexão e o enfrentamento deste momento. O Boletim já está na sua 17ª edição.

 

Sobre a Ebserh     

Desde dezembro de 2015, o HUAC-UFCG é filiado à Rede Hospitalar Ebserh. A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, contribuem para a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Camila Monteiro

Jornalista HUAC-UFCG | Ebserh