Notícias Notícias

Voltar

Novo fluxo de internações hospitalares para pacientes de outros Municípios é estabelecido pela Secretaria de Saúde de Campina Grande

NOVO FLUXO

Novo fluxo de internações hospitalares para pacientes de outros Municípios é estabelecido pela Secretaria de Saúde de Campina Grande

Leitos do Hospital Universitário são administrados pela Central de Regulação

A partir do dia 08 deste mês, um novo fluxo para as internações de pacientes oriundos de outros Municípios nos hospitais de Campina Grande foi estabelecido pela Diretoria de Planejamento e Regulação, vinculada à Secretaria de Saúde do Município (SMS). Os leitos do Hospital Universitário Alcides Carneiro (HUAC), como os dos demais hospitais públicos da cidade, são gerenciados pela Central de Regulação de Leitos (CRL) da SMS. Assim, diariamente, o HUAC disponibiliza para a CRL as vagas existentes.

É importante salientar que o HUAC é um hospital de portas fechadas, isto é, não possui um serviço de emergência e urgência. Com isso, os pacientes atendidos no HU, precisam passar antes por outra instituição de saúde, como Unidades Básicas, Unidades de Pronto Atendimento ou outras instituições hospitalares, e, através da análise da Central de Regulação de Leitos (CRL) de Campina Grande, e só após essa avaliação, são referenciados para o Hospital Universitário.

NOVO FLUXO

A partir do dia 08 de setembro, os Municípios que desejarem internação nos hospitais da rede de saúde de Campina Grande, precisam enviar a solicitação para o e-mail da Central de Regulação de Leitos (mapasdeleitos@outlook.com) contendo informações detalhadas sobre o quadro clínico do paciente. Após isso, a CRL realiza a análise de cada situação, considerando o quadro clínico e hipótese diagnóstica, bem como a existência de vaga na rede hospitalar da cidade. Fica, então, a cargo da CRL a concessão ou não das vagas. Caso seja autorizada, o paciente será direcionado para o serviço cujo perfil de assistência seja compatível com cada situação. Assim, as solicitações não estão mais ocorrendo diretamente aos hospitais.

Dessa maneira, o Hospital Universitário de Campina Grande segue esse fluxo para receber pacientes de outras cidades. As solicitações acontecem via Central de Regulação de Leitos, que, após análise, direciona os pacientes para o HUAC ou para outros hospitais da rede de saúde.

 

Camila Monteiro

Jornalista HUAC-UFCG | Ebserh