Notícias Notícias

Voltar

“Coronavírus: o que é preciso saber?” foi o tema da palestra realizada no HUAC

Coronavírus

“Coronavírus: o que é preciso saber?” foi o tema da palestra realizada no HUAC

Atualmente, há sete casos suspeitos no país

Coronavírus são tipos de vírus que causam problemas respiratórios. O novo coronavírus foi descoberto em dezembro do ano passado, na cidade de Wuhan, na província de Hubei, na China. Atualmente, mais de 1.000 pessoas já morreram pela doença no país de origem e existem mais de 45 mil casos confirmados no mundo.  No Brasil, contudo, não há nenhum caso confirmado, apenas sete suspeitos. Apesar disso, é preciso estar preparado para esse novo vírus.

Assim, o Hospital Universitário Alcides Carneiro, da UFCG e vinculado à Rede Ebserh, realizou, nesta quarta-feira (12), uma palestra intitulada “Coronavírus: o que é preciso saber?”. O evento aconteceu no auditório Everaldo Lopes.

A iniciativa é da Gerência de Atenção à Saúde juntamente com o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB).

O evento foi aberto pelo superintendente do HUAC, professor Homero Rodrigues, e pelo coordenador de educação médica continuada do CRM-PB, João Modesto. Após essa introdução, a médica infectologista Ana Isabel Vieira Fernandes, professora de Infectologia da UFPB, proferiu a palestra.

Ela realizou um panorama geral com as informações mais recentes que se têm sobre o coronavírus. Além disso, alertou para a necessidade de pequenas atitude na prevenção ao vírus, como, por exemplo, a higienização das mãos. “Se a gente cria esse hábito, a gente educa nossos pacientes”, afirmou Ana Isabel.

Sobre a importância de se debater sobre o assunto, o Chefe da Divisão Médica, Valdevino Messias, comentou: “Frente a mais um desafio na saúde, o HUAC está promovendo essa palestra a fim de esclarecer aos médicos, profissionais e estudantes da área de saúde sobre o tema e auxiliar no plano de contingência como parceiro institucional”.

 

Prevenção

Segundo o Ministério da Saúde, os cuidados básicos para diminuir os riscos de contrair o vírus, são:

  • evitar contato próximo com pessoas que sofrem de infecções respiratórias agudas;
  • realizar lavagem frequente das mãos, especialmente após contato direto com pessoas doentes ou com o meio ambiente;
  • utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • manter os ambientes bem ventilados;
  • evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.

 

Sobre a Ebserh     

 Desde dezembro de 2015, o HUAC-UFCG é filiado à Rede Hospitalar Ebserh. A Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, contribuem para a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

 

Camila Monteiro – Jornalista HUAC-UFCG | Ebserh

Imagens: