Hospital Universitário de Brasília - HUB

Universidade de Brasília - UNB

Coronavírus Coronavírus

Apresentação Apresentação

Desde que foi declarada a emergência de saúde pública de importância internacional decorrente da infecção pelo novo Coronavírus (Covid-19), o Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) tem coordenado o planejamento e implementação de ações para o enfrentamento da pandemia, em suas diferentes fases.

Com base nas recomendações técnicas e científicas do Ministério da Saúde, da Organização Mundial de Saúde (OMS), da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), da Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF) e da Universidade de Brasília (UnB), o HUB sistematizou uma série de adaptações nos fluxos de atendimento, processos de trabalho, infraestrutura, capacidade instalada e papel do hospital na Rede de Atenção à Saúde do Distrito Federal.

Essas estratégias foram descritas no Plano de Contingência do hospital e monitoradas pelo Comitê de Operações de Emergência (COE-HUB) de março a agosto, contribuindo para a proteção de colaboradores e usuários, a continuidade dos atendimentos essenciais e a criação de serviços para acolher as demandas que sugiram. Mesmo funcionando desde o final de janeiro deste ano, o COE foi formalizado em 20 de março de 2020, pelo Boletim de Serviço nº 353. O grupo atual (Boletim de Serviço nº 371) é formado por várias lideranças do hospital, que se reúnem periodicamente para estudar soluções de combate ao novo coronavírus.

Passada a fase inicial de adaptação à nova realidade e considerando que a pandemia tem se prolongado, sem uma previsão de término, o principal desafio da instituição desde agosto de 2020 tem sido garantir o retorno gradual das atividades que foram suspensas na fase de contingência, de forma segura e sem afetar a continuidade do atendimento às urgências e emergências em andamento.

Por isso, o HUB publicou, dia 23 de setembro de 2020, o Plano de Retomada, com as principais diretrizes a serem observadas para a reorganização dos serviços assistenciais, de extensão, ensino, pesquisa e gestão do HUB, tendo em vista o contexto epidemiológico atual e a importância de continuar prevenindo a disseminação do vírus dentro do hospital e o monitoramento dos vulneráveis.

Navegue pelos menus ao lado para ler mais sobre cada tema.