Notícia Notícia

Voltar

Profissionais lamentam morte de ex-diretor da FM

Pesar

Profissionais lamentam morte de ex-diretor da FM

Professor da Universidade de Brasília, Paulo César de Jesus faleceu nessa terça-feira

O professor da Universidade de Brasília (UnB) Paulo César de Jesus faleceu na noite dessa terça-feira (1º), em casa. O velório está marcado para esta quarta (2), de 16h às 18h, na capela 1 do Cemitério Campo da Esperança. Aos 56 anos, ele deixa a esposa e um filho.

“Fica a saudade e a lembrança da pessoa que ele foi. Um grande professor dedicado à instituição, que defendeu todos os princípios da universidade e ajudou a construir uma nova perspectiva para a formação dos médicos do Brasil. Ele deixa um grande legado”, afirma a superintendente do HUB, Elza Noronha. “Ele foi um exemplo de dedicação e comprometimento com a gestão, assistência e ensino. Conquistou meu respeito, admiração e amizade”, acrescenta o gerente Administrativo do HUB, Paulo Mendes.

Paulo César dedicou 25 anos à Faculdade de Medicina da UnB (FM/UnB). Professor desde 1993, foi vice-diretor da FM de 2004 a 2008, quando assumiu a diretoria da faculdade por dois mandatos, até 2016. Foi nesse período, que a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) assumiu a gestão do Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB).

No segundo mandato como diretor, teve uma relação muito próxima com o então superintendente do HUB, Hervaldo Sampaio. “Ele construiu e dedicou sua vida à arte e ciência do processo de ensino-aprendizagem, de ser médico, de ser um ser humano íntegro e comprometido em fazer o melhor, em fazer o bem. Ajudou a solidificar o nosso hospital para servir ao ensino, assistência e pesquisa. Para servir ao ser humano. A comunidade do HUB agradece a sua vida dedicada a formar profissionais humanos, íntegros e comprometidos com seus pacientes”, diz Hervaldo, emocionado.  

Vice-diretora da FM durante o segundo mandato de Paulo César, Verônica Amado também se emociona ao falar do amigo. “Ele foi um grande exemplo de amor ao ofício da docência e da medicina. Viveu a UnB com toda a sua energia e nos guiou pelos caminhos da ética, do comprometimento, da competência e da conciliação.  Será sempre um grande amigo”, afirma Verônica. 

Durante a gestão de Paulo César de Jesus, foi feita a reforma curricular do curso de medicina e a faculdade ganhou os laboratórios de informática e de habilidades em simulação, além do Núcleo de Apoio Psicopedagógico ao Estudante de Medicina (Napem). “Ele teve uma trajetória muito ligada à universidade, desde a formação até o segundo mandato como diretor da FM. Batalhou por muitos anos pelo novo currículo e, na área da cardiologia, sempre foi referência no ensino e no HUB. Sentiremos a falta dele”, garante o atual diretor da FM, Gustavo Romero. Como vice-diretor da FM, de 2004 a 2008, Paulo César também contribuiu para a gestão do então diretor Paulo Gonçalves. “Ele foi um exemplo de dedicação à UnB e à FM”, completa.

Trajetória
Paulo César de Jesus fez graduação em medicina na UnB (1981-1987), residência em clínica médica no HUB (1989-1990), residência em cardiologia no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (1990-1992), mestrado em medicina (Clínica Médica - com área de atuação Cardiologia) pela UnB (1992-1996) e doutorado (PhD) em medicina (Clínica Médica - com área de atuação em Cardiologia) pela Faculdade de Ribeirão Preto (1996-2000). 

Amigo de Paulo César da época da graduação, o diretor do Instituto de Biologia da UnB, Jaime Santana, lamenta a perda do amigo. “Foi uma pessoa singular na vida universitária, vivia para a universidade e para formar os alunos. É uma perda insubstituível”, garante Jaime. “O professor Paulo César entrou para a história como um dos principais professores da FM por revolucionar a faculdade com uma atuação extremamente ativa, em busca de mudanças para preparar a instituição para os desafios da nova era”, completa o professor de pneumologia do HUB, Ricardo Martins.

Durante a residência em cardiologia em Ribeirão Preto, Paulo César conheceu o proctologista João Batista. “Estabelecemos uma grande amizade, que continuou na UnB. Era um professor muito competente e dedicado à universidade, ao HUB e aos alunos. Um ser humano maravilhoso. Perdi um amigo”, lamenta João Batista.

Paulo César também foi membro efetivo da Sociedade de Cardiologia de Brasília, diretor científico da Sociedade Brasileira de Cardiologia do Distrito Federal (SBC-DF), pesquisador da Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal, consultor "ad hoc" do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico e integrante da Associação Brasileira de Educação Médica (ABEM). 

Assessoria de Comunicação do HUB