Notícias Notícias

Voltar

HUB recebe R$ 2,2 milhões do Ministério da Saúde

Rehuf

HUB recebe R$ 2,2 milhões do Ministério da Saúde

Recursos serão destinados à compra de insumos e reforma do serviço de esterilização de materiais médico-hospitalares

O Hospital Universitário de Brasília (HUB-UnB) inicia, no próximo mês, a reforma da Unidade de Processamento de Materiais Esterilizados (UPME), responsável pela limpeza e distribuição interna de todos os artigos e materiais utilizados na rotina diária do hospital. A obra será possível graças ao repasse do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf). A liberação de R$ 2,2 do Ministério da Saúde foi publicada este mês no Diário Oficial da União

Desse total, em torno de R$ 1,7 milhão será aplicado em despesas diárias do hospital, com a compra de medicamentos e insumos de saúde. Já aproximadamente R$ 500 mil serão investidos na reforma. O custo total da obra será de R$ 3 milhões. Para compor esse valor, o HUB contará com repasses já realizados e outros a serem efetuados este ano pelo Rehuf, além de R$ 1,1 milhão viabilizados por emendas parlamentares. 

Os projetos de engenharia e arquitetura, já aprovados pelos órgãos reguladores, seguem as diretrizes da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e serão executados por uma empresa contratada. A previsão, depois de iniciada a obra, é de conclusão em até dez meses. “Teremos mais espaço e novos equipamentos, com modernização e agilidade do processo, garantindo melhores condições de trabalho aos funcionários e assistência segura ao paciente”, afirma a chefe da UPME, Deise Costa dos Santos.

A importância do Rehuf
De acordo com o gerente Administrativo do HUB, Paulo Mendes Castro, os recursos oriundos do programa representam 50% do que o hospital recebe anualmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio do contrato de prestação de serviços firmado com a Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES-DF). Em 2018, por exemplo, o hospital recebeu R$ 49 milhões do SUS e R$ 23 milhões do Rehuf. Mesmo com esse reforço, os valores são insuficientes para cobrir todas as despesas do HUB, que giram em torno de R$ 80 milhões por ano.

Esse foi o primeiro repasse do ano feito pelo Ministério da Saúde. Além do HUB, a medida contemplou outros 47 hospitais universitários federais, 40 deles integrantes da Rede Ebserh. O montante totaliza R$ 102,5 milhões, sendo R$ 79,5 milhões para custeio das unidades e R$ 22,9 milhões para investimentos em reformas, obras e aquisição de equipamentos.

O programa, criado pelo Decreto nº 7.082, de 27 de janeiro de 2010, define diretrizes e objetivos para a revitalização dos HUF integrados ao SUS. Financiado pelos ministérios da Educação e da Saúde e gerido pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, o Rehuf visa criar condições materiais e institucionais para que os hospitais possam desempenhar plenamente as funções relacionadas à assistência à saúde e ao ensino, pesquisa e extensão.

Assessoria de Comunicação do HUB