Notícias Notícias

Voltar

Geladeira Literária é instalada no Júlio Müller

Projeto Social

Geladeira Literária é instalada no Júlio Müller

O objetivo da ação, que recebeu o apoio da gestão e do Comitê de Humanização do Hospital, é fomentar o gosto e o acesso facilitado à leitura.

Parte do Projeto Entrega Por Cuiabá, a Geladeira Literária foi instalada na recepção do Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM-UFMT/Ebserh) pelos idealizadores da ação. “A Geladeira Literária é um espaço para a população em geral entrar na magia da literatura”, explica o coordenador do projeto de extensão da Faculdade de Medicina da UFMT, professor Flávio Silva Tampelin. A população pode abrir a geladeira pública e pegar um livro ou revista para ler.

O objetivo da ação, que recebeu o apoio da gestão e do Comitê de Humanização do Hospital, é fomentar o gosto e o acesso facilitado à leitura. Esses livros podem ser levados para casa, lidos e devolvidos. Todos podem também colaborar com doações para manter a geladeira com bom estoque de livros e revistas. Paciente do HUJM, o senhor Orides Marreto, de 69 anos, gostou da ideia. Ele diz que ajuda as pessoas a passarem o tempo de espera, além de trazer conhecimento. “A geladeira estando assim aberta estimula a vontade das pessoas em ler. Tão fácil é só levantar pegar um livro e viajar”.

 “O HUJM recebe pacientes e familiares carentes de todo o Estado. Muitos chegam cedo e não tem onde ficar. Acreditamos que a instalação no HUJM é importante pois conseguiremos agregar e estimular funcionários do hospital – de todas as instâncias, professores e alunos a exercerem a solidariedade. Esse tipo de projeto não só ajuda o HUJM a ter atividades voltadas para o social, como contribui para torna-lo mais humanizado”, ressalta o coordenador do projeto.

Além do apoio na instalação da geladeira nas suas dependências, o hospital é parceiro também na arrecadação de revistas e livros. Uma caixa para doações foi colocada na entrada de funcionários e qualquer pessoa pode doar. “Foi uma feliz surpresa para nós que, após a implantação da geladeira próxima a recepção, no mesmo dia, ela estava quase vazia. As pessoas se interessaram muito pelo projeto. Temos mais de mil colaboradores, entre efetivos e terceirizados. São muitos professores e residentes da Universidade, além dos pacientes que passam por aqui todos os dias”, comemora a coordenadora do Comitê de Humanização do Hospital, Leila Queiroz.

A próxima ação aguardada é a Geladeira Solidária, que existe em 24 cidades do Brasil e tem como principal objetivo evitar o desperdício de comida, além de incentivar a troca de alimentos e fomentar a solidariedade. “Acreditamos que a geladeira solidária poderá contribuir – e muito – para a população em geral, em especial as famílias dos pacientes do HUJM. Os itens que podem e não podem ser colocados na geladeira serão informados na adesivagem. Caberá aos integrantes do projeto esse controle”, explica Tampelin, lembrando que ainda não há data para a instalação dessa geladeira no Hospital.

Sobre o projeto

O Entrega por Cuiabá é inspirado em um projeto já existente em São Paulo há quase 5 anos - o Entrega por SP. Além de Cuiabá, as cidades de Santos e Campinas também reproduziram essa valiosa iniciativa. O Projeto tem três frentes de trabalho. Um com moradores de rua, desenvolvendo ações noturnas e o banho solidário; a segunda para idosos que vivem em abrigos; e, as terceiras são as geladeiras (literária e solidária).

Imagens:

Assessoria de Comunicação