Notícias Notícias

Voltar

HUJM realiza mutirão de diagnóstico e prevenção

Hepatites Virais

HUJM realiza mutirão de diagnóstico e prevenção

No dia 28 de julho é comemorado o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, que são inflamações no fígado causadas por 5 vírus classificados por letras do alfabeto: A, B, C, D e E.

Servidora pública há 40 anos, 34 deles trabalhando no Hospital Universitário Júlio Müller (HUJM-UFMT/Ebserh), Mariana Arruda reservou o início da manhã para cuidar da saúde e se prevenir contra a hepatite. Ela faz parte do público alvo da campanha para lembrar o Julho Amarelo – Mês de Luta contra Hepatites virais. Nesta sexta-feira (27), durante todo o dia, profissionais e acadêmicos de infectologia do HUJM atenderam pacientes, acompanhantes e funcionários da unidade que fizeram testes rápidos e receberam orientações sobre prevenção e tratamento das hepatites virais.
 
Aliviada, dona Maria Vitória Pereira Gonçalves ouviu da acadêmica de medicina que todos os testes de hepatite deram negativo. “Fiz aniversário este mês, dia 07. Sempre faço todos os exames para manter a saúde”, conta a paciente. 
 
No dia 28 de julho é comemorado o Dia Mundial de Luta Contra as Hepatites Virais, que são inflamações no fígado causadas por 5 vírus classificados por letras do alfabeto: A, B, C, D e E. O médico hepatologista Francisco Souto explica que as hepatites podem não ter sintomas e, se tratadas tardiamente, podem levar a cirrose e ao câncer no fígado. As hepatites B e C são silenciosas e perigosas, pois podem se tornar crônicas. O diagnóstico é feito por testes rápidos.
 
Conforme Souto, pessoas que fizeram transfusão de sangue antes de 1993 devem ter uma atenção especial na prevenção. Nesta época as bolsas não eram testadas para Hepatite C. O tratamento é indicado a todos os portadores de hepatite C. É gratuito e disponível pelo SUS.
 
Participaram da campanha alunos de medicina da Liga Acadêmica de Infectologia UFMT e residentes de Enfermagem e Infectologia – HUJM. O evento foi idealizado pelos médicos preceptores Dra. Suzana Pereira Souza, Dra. Taynná Correa e Dr. Francisco Souto; e organizado pela Letícia Cavalcante, residente de Infectologia.
 
Hepatites
 
As hepatites “A” e “B” podem ser prevenidas através de vacinação. A vacina da hepatite “A” é autorizada para crianças de 01 a 02 anos incompletos e, hepatite “B” para todas as idades, ambas disponíveis em Postos de Saúde. Já a Hepatite “B” não há cura, mas vacina. A hepatite “A” é transmitida por meio fecal-oral, ou seja, pela falta da lavagem das mãos com água e sabão após utilizar o banheiro, antes das refeições, além da falta de higienização de frutas/verduras e consumo de água não filtrada.
 
As Hepatites “B” e “C” são doenças silenciosas, raramente geram sintomas nos primeiros anos, porém agridem o fígado continuamente. Os sinais só ocorrerão em fases tardias da doença, quando o paciente já evoluiu para cirrose ou câncer hepático.
 
Sobre a Ebserh
 
Único hospital público federal de Mato Grosso, o HUJM é administrado desde 2014 pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh). Estatal vinculada ao Ministério da Ebserh atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.
 
A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 39 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Imagens:

Assessoria de Comunicação