Notícias Notícias

Voltar

HUL cria Unidade de Reabilitação Pós-Covid para usuários atendidos no hospital

ASSISTÊNCIA INTEGRAL

HUL cria Unidade de Reabilitação Pós-Covid para usuários atendidos no hospital

Pacientes com sequelas serão acompanhados por equipe interdisciplinar formada por médicos, nutricionistas e fisioterapeutas

Destinada ao atendimento de pacientes que passaram por internamento em decorrência do Coronavírus e que apresentam sequelas em decorrência da infecção, a Unidade de Reabilitação Pós-COVID-19 (URP / C-19) do Hospital Universitário de Lagarto (HUL-UFS/Ebserh) contará com equipe interdisciplinar composta inicialmente por Infectologista, Neurologista, Psiquiatra, Pneumologista, Cardiologista, Nutricionista e Fisioterapeuta.

O novo serviço, lançado nessa quinta-feira, 19, é destinado inicialmente a pacientes atendidos e tratados da infecção pelo Coronavírus na unidade hospitalar (HUL). As atividades de reabilitação estão sendo desenvolvidas no prédio do Centro de Simulações e Práticas do Campus UFS Lagarto.

Fabrizio Costa, 39, que esteve internado por cinco dias no HUL para tratamento da infecção - e que agora será acompanhado pelos profissionais na unidade de reabilitação -, falou na oportunidade sobre a iniciativa. “Que todos os que estão na linha de frente contra a COVID-19 nunca percam as forças, pois nós pacientes nunca perderemos a fé! Não parem!”, destacou. “Fiquei sob os cuidados do hospital durante minha internação e graças aos profissionais de saúde que cuidaram de mim pude voltar para minha família com minha saúde restabelecida”, disse.

O objetivo é avaliar e atender os pacientes que foram acometidos pela doença, melhorar a qualidade de vida e ofertar atendimentos ambulatoriais especializados com acompanhamento por um período estimado de seis meses pós-infecção. Trata-se do primeiro serviço totalmente gratuito via SUS no estado.

Continuidade do cuidado

“A abertura deste serviço é fundamental para manter a continuidade do cuidado dos pacientes”, ressaltou Camilla Santana, Chefe do Setor de Regulação e Avaliação em Saúde do HUL. “Visto que a prática nos mostra que uma parcela significativa dos recuperados continuam necessitando de reabilitação por um longo tempo após a desospitalização”, disse.

Camilla chamou ainda a atenção para iniciativas de enfrentamento à pandemia colocadas em prática pelo HUL. “Trabalhamos incansavelmente durante os últimos meses, montamos uma unidade exclusiva para o atendimento de pacientes suspeitos/confirmados de Covid, instalamos um hospital de campanha, ampliamos leitos, somos referência estadual para essa enfermidade e não poderíamos deixar de colocar em prática agora esse novo serviço ambulatorial”, enfatizou.

Ainda que seja considerada uma infecção aguda que acomete o sistema respiratório, a COVID-19 causa implicação sistêmica em alguns pacientes. Daí a importância das intervenções precoces no âmbito da reabilitação, que têm a capacidade de reduzir e prevenir danos aos usuários.

Qualidade de vida

Amanda Vitório, chefe do Ambulatório de Especialidades do HUL, falou também sobre a oportunidade e diferenciais da iniciativa.  “Será realizada uma triagem e os pacientes serão direcionados às condutas específicas de acordo com suas necessidades”, explicou. “A proposta é restabelecer a saúde das pessoas pós acometimento Covid, devolvendo qualidade de vida”, disse. “Existem pessoas curadas pela doença que estão apresentando sequelas como cansaço excessivo, dor muscular, ansiedade e depressão”, pontuou.

“Quero parabenizar o HUL-UFS pelo pioneirismo em disponibilizar um ambulatório para reabilitação pós-Covid, com o usuário tendo acesso aos cuidados de equipe transdisciplinar”, afirmou por sua vez Norma Alves, psiquiatra do HUL. “Já tinha sido previsto pela Associação Brasileira de Psiquiatria o desencadeamento e agravamento de transtornos mentais como consequência da pandemia, a exemplo de fobias, depressão e transtornos de pânico e de ansiedade de separação”, observou. “Como psiquiatra tenho me deparado com essa realidade”, complementou.