Notícias Notícias

Voltar

Docentes e discentes HULW entram no clima da IV Semana de Segurança do Paciente

Segurança do paciente

Docentes e discentes HULW entram no clima da IV Semana de Segurança do Paciente

O Setor de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde do Hospital Universitário Lauro Wanderley, promoveu no início deste mês, a IV Semana de Segurança do Paciente do HULW/UFPB/EBSERH.

O Setor de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde do Hospital Universitário Lauro Wanderley, promoveu no início deste mês, a IV Semana de Segurança do Paciente do HULW/UFPB/EBSERH. Nos dois primeiros dias  da semana, foi realizada uma campanha educativa no hall dos elevadores; quem passava pelo local recebia folders dos protocolos de segurança, assistia a vídeos educativos, e era convidado a participar de uma brincadeira voltada aos conhecimentos sobre o tema.

“A gente pergunta aos colaboradores questões sobre Segurança do paciente, e quando eles acertam a gente dá um brindezinho, uma caneta com chocolate, para que possamos lembrar com alegria as questões que envolvem os protocolos.” disse animada a enfermeira do setor, Jackeline Ferreira Gomes.

Janislei Soares Dantas achou a idéia muito criativa. “É uma forma de sensibilizar e incentivar os profissionais de saúde a implementar cada vez mais as medidas para melhoria da segurança do paciente. Parabéns à equipe!” Elogiou a enfermeira.

Eu achei  super divertido! a gente chega aqui, se empolga e entra na brincadeira, vai lembrando coisas que tínhamos esquecido, achei super proveitoso, estão todos de parabéns e vamos fazer isso com mais frequência, foi ótimo!” Disse a técnica em enfermagem Silvana dos santos Araújo.

A cerimônia de lançamento da IV Semana de Segurança do Paciente  foi realizada na manhã de quarta-feira e contou com a presença de diversas autoridades. “É um trabalho permanente no nosso Hospital o de  promover a melhor qualidade possível a segurança de nossos pacientes, considero um trabalho institucional e acima de tudo um trabalho de compromisso de cada servidor que aqui se encontra trabalhando. Esse trabalho faz com que a gente permaneça inclusive com bons índices de qualidade e de segurança. Como de fato nós estamos entre os quatro melhores hospitais segundo o critério da própria vigilância. Isso é resultado de um esforço da instituição e de cada um de nós que fazemos o HU.” Enfatizou o gerente de atenção à saúde e superintendente em exercício, Dr. Moisés Diogo Lima.

“A IV Semana de Segurança do Paciente desenvolvida aqui pelo Hospital Universitário Lauro Wanderley é importantíssima para os estudantes do CCS, tanto em nível de graduação como de pós-graduação. Pois é o momento para reflexão, discussão e debate de temas relacionados à questão. Nós todos Estamos preocupados para que o nosso estudante domine temas e conceitos relacionados a essa questão com uma prática segura resolutiva para o paciente.” Enfatizou o diretor do Centro de Ciências da Saúde, Dr. João Euclides.

A chefe do Setor de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde, Dra. Nadja de Azevedo Correia; falou dos avanços obtidos nos últimos anos com implantação e fiscalização dos protocolos. “Esse é o momento para nós mostrarmos os desafios e os avanços e envolver todos os colaboradores do hospital desde a alta gestão até aqueles que participam diretamente prestando assistência ao paciente nessa temática. A gente aumentou muito o número de notificações relacionadas a eventos que acontecem durante a assistência com o paciente, eventos estes que poderiam ter sido evitados. Então a gente vê uma mudança de cultura, o profissional não omitindo o erro, e sim, apresentando erro para que ele possa aprender e evitar que novas falhas aconteçam e atinjam os pacientes.”

Após a cerimônia foi dado início a uma série de palestras, a primeira revelou o panorama atual das notificações do VIGIHOSP (Aplicativo que tem o objetivo de agilizar, ao Serviço de Qualidade Hospitalar, a ciência e a solução de problemas ocorridos nos hospitais) e foi ministrada pela enfermeira  do setor de gestão da qualidade e Vigilância em saúde, Lecidamia Cristina Leite Damasceno. “Foi observado que houve uma melhora na cultura organizacional da instituição desde a implantação do aplicativo até o presente momento, mostrando que os profissionais estão mais conscientes a respeito da importância da notificação; mostrando que eles não mais escondem um erro; mas o notificam; e tentam de uma certa forma melhorar e com isso consequentemente melhorar a assistência.” Observou ela.

A segunda palestrante retratou sua experiência no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernambuco quanto às ações de segurança do paciente. “Como que a gente trabalha, quais os desafios que a gente encontra com a segurança do paciente, mostrando os nossos sucessos obtidos.” Disse a enfermeira Érica Larissa Marinho Souto de Albuquerque que atua na Unidade de Gerenciamento de Riscos Assistenciais no Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Pernanbuco (UFPE).

“Direito Médico: Contribuições para a segurança do paciente” foi o tema apresentado pelo advogado especialista em direito médico, Erisson bezerra de Sousa. “Fico muito lisonjeado pela oportunidade de vir aqui conversar um pouco sobre direito médico. É uma área que vem crescendo muito e há uma necessidade de adentrar o ambiente hospitalar, as clínicas, para que haja a discussão de temas às vezes muito polêmicos, e de certa forma trazer orientações jurídicas, no sentido de se resguardar os pacientes e os profissionais através do gerenciamento de risco.”

A semana foi encerrada com a campanha Adorno Zero, que procurou levar a funcionários, docentes, residentes e estudantes que atuam nas dependências do HU Lauro Wanderley, a importância da não utilização de adornos na prática assistencial. Nesta ação foram dadas orientações, distribuídos folders informativos  e saquinhos para o acondicionamento dos adornos.

“A gente fez uma primeira campanha ainda no mês de novembro onde nós pegamos toda a parte das clínicas, agora a gente está retomando a campanha fazendo na parte ambulatorial, e iremos reforçar a partir da semana que vem a campanha novamente nas clínicas porque a gente viu que muitas pessoas que no início aderiram à campanha estão novamente utilizando adornos. Esta ação é muito importante para que as pessoas saibam que esta norma da NR32 está valendo e veio para ficar.” Reforçou o engenheiro de segurança do trabalho Elisandro da Rosa Moreira.

“Muito importante essa decisão da nossa superintendente de fazer valer a portaria. Evitar o uso de brincos, relógio, cordões, usar o crachá da forma correta vai evitar muitas infecções em nosso hospital.” Enfatizou a enfermeira Lindalva Alves de Oliveira.

“Essa campanha é de suma importância para o hospital e para os pacientes, uma vez que conscientiza o profissional a não usar nenhum tipo de Adorno durante o procedimento, evitando dessa forma levar infecção para o paciente.” Disse a enfermeira Maria Gildete de Freitas.

A técnica em enfermagem Joselma Rufino ficou satisfeita com as explicações. “ muito importante! visa a segurança não só do paciente como também de nós profissionais. Nos resguardando a respeito da questão da segurança, da proliferação de bactéria e da transmissão de infecção.”

 

                                                   

Clique na foto e tenha acesso ao albúm da IV Semana de Segurança do Paciente HULW

 

 

Sobre a Ebserh

Desde dezembro de 2013, o HULW-UFPB é vinculado à Rede Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Vídeo:

Produzido pela ASCOM HULW EBSERH