Notícias Notícias

Voltar

Pacientes do ambulatório do HULW terão consultas remarcadas

SEM DATA PREVISTA

Pacientes do ambulatório do HULW terão consultas remarcadas

Usuários com procedimentos agendados terão prioridade quando o serviço voltar à normalidade

Pacientes do ambulatório do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), vinculado à Rede Ebserh, vão ter os procedimentos reagendados assim que o serviço voltar à normalidade, ainda sem previsão de data. Após suspensão das atividades por conta da prevenção ao coronavírus (Covid-19), poucos usuários procuraram o serviço na manhã desta quarta-feira, dia 18.

Todos os dias, cerca de mil procedimentos são realizados nas diversas especialidades e subespecialidades médicas e multiprofissionais de saúde ofertadas no Ambulatório Professor Antônio Dias dos Santos. Mensalmente, esse número chega a 17 mil.

“Vimos que o fluxo ficou bastante reduzido. Uma média de 50 pessoas procuraram nossos atendimentos na manhã da quarta. Para se ter uma ideia, esse volume chega a 950. Isso mostra que a população entendeu o recado”, explicou o chefe do Setor de Regulação e Avaliação em Saúde, Cleiton Oliveira.

A partir da elaboração de um calendário, consultas, exames e cirurgias serão remarcados pela equipe do Hospital em parceria com a Secretaria de Saúde de João Pessoa. As equipes vão priorizar os atendimentos que foram suspensos por causa das medidas de contenção ao coronavírus, no entanto não existe previsão de data para o retorno das atividades.

 “Posterior a esse momento que estamos vivenciando, serão remarcados todos os pacientes – desde primeira consulta até retornos e procedimentos como radiografias e ultrassonografias. Será criado um calendário com um cronograma com os dias em que os pacientes precisam comparecer para remarcar os atendimentos”, detalhou Cleiton.

Deve permanecer nos consultórios uma equipe mínima para atendimento de pacientes com necessidade de renovação de laudos e receitas de medicamentos controlados; em pós-operatório imediato; gestantes atendidas no serviço pré-natal de alto risco; pacientes do centro de infusão de medicamentos (pulsoterapia); em tratamento de esporotricose; com necessidade de paracentese (retirada de líquido de uma cavidade do corpo por meio da punção com agulha).

Haverá seguimento da dispensação de medicamentos na farmácia (para aqueles que buscam medicação no hospital), podem se dirigir ao ambulatório e informar sobre essa especificidade. Para renovação de receita de pessoas acompanhadas pela psiquiatria, haverá atendimento no térreo apenas para renovação de receitas. “Os profissionais que permanecerem na instituição e, porventura, estejam ociosos em decorrência da suspensão dos atendimentos eletivos serão remanejados para outras atividades ou setores”, destacou a chefe da Divisão de Gestão do Cuidado, Analyane Braga.

Internações e visitas

Pacientes regulados para as alas hospitalares estão sendo internados normalmente, como é o caso de indicações para a Unidade de Doenças Infectoparasitárias (DIP) e Unidade Materno Infantil. “Atendimentos na maternidade, na DIP (incluindo casos suspeitos de crianças com Covid-19) permanecem sendo prestados pelas equipes do HULW”, reforçou Cleiton.

De acordo com resolução do hospital, as informações sobre quadro clínico do paciente podem ser obtidas diariamente após as 14h30 por meio do telefone 3216.7042. O boletim será emitido pelo profissional médico e encaminhado para que seja repassado aos possíveis visitantes.

As visitas a pacientes da UTI Adulto serão abertas apenas às terças-feiras, quintas-feiras e domingos, no horário das 16h, limitado a um visitante por paciente. Nos demais dias, as informações sobre o estado de saúde serão repassadas via boletins de saúde. Nesse caso, os acompanhantes devem gozar de boa saúde e a troca se dará a cada 24 horas.

Sobre a Ebserh - O Hospital Universitário Lauro Wanderley da Universidade Federal da Paraíba (HULW-UFPB) integra a Rede Ebserh desde dezembro de 2013. Estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais.

Jacqueline Santos - Jornalista HULW-UFPB/Ebserh