Notícias Notícias

Voltar

HULW celebra Agosto Dourado com ações educativas para colaborador e paciente

AMAMENTAÇÃO

HULW celebra Agosto Dourado com ações educativas para colaborador e paciente

Campanha pretende chamar a atenção para a importância do aleitamento materno

Segundo pesquisas, o leite materno é o alimento mais completo que existe. Para sensibilizar sobre a importância desse nutriente, este mês celebra-se a Semana Mundial de Aleitamento Materno e o Agosto Dourado. Durante o período, o Hospital Universitário Lauro Wanderley, vinculado à Universidade Federal da Paraíba e à Rede Ebserh, vai realizar uma série de atividades alusivas ao tema.

Este ano, as ações da Semana Mundial de Aleitamento Materno vão enfatizar o envolvimento dos familiares no processo de amamentação, com destaque para o papel do pai nesta fase tão especial na vida do casal. De acordo com a médica pediatra e neonatologista da Unidade Materno Infantil do HULW, Ádila Sampaio, o tema escolhido é “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação: hoje e no futuro”.

“Este é o terceiro ano em que nós comemoramos nacionalmente o Agosto Dourado. Temos ações desde 2017, quando o Ministério da Saúde envolveu os serviços de saúde nessa iniciativa nacional. O tema para este ano pretende estender o envolvimento à toda a família, principalmente o pai, e não colocar somente a mulher como ator nesse processo”, informou.

O HULW vai realizar ações educativas, com ministração de cursos para os profissionais de saúde da Unidade Materno Infantil e da Atenção Básica de Saúde do município de João Pessoa, além de rodas de conversas com pacientes e familiares atendidos nos ambulatórios de Puericultura e Pré-natal, e também com aqueles que estão internados na Unidade Materno Infantil do Hospital. “Nos últimos dois anos, realizamos mamaços, sendo que a primeira edição foi na Praça da Paz, nos Bancários, e a segunda aconteceu no Mangabeira Shopping. Este ano, pretendemos realizar novamente esse evento durante o mês de agosto”, destacou Ádila.

A Semana Mundial do Aleitamento Materno acontece entre os dias 1 e 7 de agosto e foi oficialmente estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS). Trata-se de um movimento social que busca chamar a atenção dos diversos atores sociais para a importância da amamentação. Ádila Sampaio disse que, no Brasil, ainda são baixos os índices de amamentação exclusiva até os seis meses de vida do bebê, como preconiza o Ministério da Saúde.

“Temos uma taxa de desmame precoce muito elevada. A mediana de aleitamento materno exclusivo é baixa. Para que possamos melhorar esses indicadores, é necessário o envolvimento de toda a equipe de saúde que assiste às famílias, desde o pré-natal até o seguimento na puericultura do bebê. Por isso, durante o mês do Agosto Dourado, pretendemos estender nossas ações para contemplar os profissionais que atuam nas unidades básicas de saúde, que têm o HULW como referência”, disse a médica, enfatizando que essas famílias precisam de um acompanhamento próximo, contínuo e oportuno. 

A amamentação é um dos melhores investimentos para salvar vidas e melhorar a saúde, o desenvolvimento social e econômico de indivíduos e nações. Aumentar a amamentação ideal de acordo com as recomendações poderia evitar mais de 823.000 mortes de crianças e 20.000 óbitos maternos a cada ano. Não amamentar está associado à menor inteligência e resulta em perdas econômicas de cerca de 302 bilhões de dólares americanos por ano.

Ações no HULW

A programação do Agosto Dourado foi elaborada pela Comissão de Aleitamento Materno do HULW e está bem diversificada. As ações começaram no dia 1º de agosto com rodas de conversa no ambulatório do pré-natal do hospital, bem como na Unidade de Saúde da Família localizada no Timbó I, nos Bancários.

Nesta terça-feira, dia 6, haverá o curso de Atualização em Manejo Clínico da Lactação e Cuidados Amigo da Mulher, coordenado pela médica Ádila Sampaio e enfermeira Janine Martins. A capacitação começa às 8 horas no andar da Unidade Materno Infantil e público alvo serão os membros da Comissão. 

Nos dias 7, 8 e 9 de agosto serão realizadas rodas de conversa para gestantes de alto risco que estão internadas no HULW; para mães e pais do alojamento conjunto da Unidade Materno Infantil; e mães e pais de bebês prematuros da Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN) e Unidade de Cuidados Intermediários Neonatal (UCIN). Entre 12 e 15, a conversa será de 7 horas às 11 horas com as mamães e papais atendidos no ambulatório especializado em pré-natal de alto risco.

Além disso, 20 colaboradores do HULW vão participar do Curso de Manejo Clínico da Lactação, durante quatro dias (nos períodos de 19 e 21, além de 20 e 22 deste mês), no Centro Formador de Recursos Humanos (Cefor-RH/PB). O treinamento tem a coordenação da Secretaria de Estado da Saúde e terá a participação de profissionais de saúde de João Pessoa que trabalham em maternidades.

Por fim, entre os dias 26 e 30, todos os colaboradores que atuam na Unidade Materno Infantil deverão fazer o Curso de Atualização em Manejo Clínica da Lactação e Cuidados Amigo da Mulher, ministrado pela nutricionista Janine Maciel.

Conscientização

O “Agosto Dourado”, mês dedicado à intensificação das ações de promoção, proteção e apoio ao aleitamento materno, oficialmente lançado em 2017, foi criado pela Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) com base na Semana Mundial do Aleitamento Materno, que, no Brasil, desde 2007 tem ações coordenadas pelo Ministério da Saúde, em parceria com a SBP.

A ideia é que durante os 31 dias do mês sejam realizadas ações em prol da sensibilização e do maior conhecimento sobre esse nutriente, cujo benefício alcança não apenas o desenvolvimento do bebê, mas são refletidos ao longo da vida adulta, segundo estudo divulgado em 2015 pela revista científica The Lancet.

“A cor escolhida para a campanha significa que o leite materno é o alimento padrão ouro de qualidade para alimentação infantil, do bebê principalmente nos primeiros seis meses. Este ano, o tema da Semana Mundial de Aleitamento Materno tem uma abordagem inclusiva. O tema tem como objetivo enfatizar a importância do envolvimento de todos os familiares próximos, e não apenas da mãe, para que seja possível o aleitamento materno exclusivo nos primeiros seis meses de vida e de forma complementar até os dois anos de idade.

Sobre a Ebserh

O Hospital Universitário Lauro Wanderley da Universidade Federal da Paraíba (HULW-UFPB) integra a Rede Ebserh desde dezembro de 2013. Estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais.   

 

Jacqueline Santos - Jornalista HULW-UFPB/Ebserh