Notícias Notícias

Voltar

HULW participa de mutirão de combate ao câncer de pele

DEZEMBRO LARANJA

HULW participa de mutirão de combate ao câncer de pele

Evento preventivo gratuito acontece dia 7 de dezembro. A ação integra campanha da Sociedade Brasileira de Dermatologia, e conta com o apoio do hospital

O Hospital Universitário Lauro Wanderley, da Universidade Federal da Paraíba e vinculado à Ebserh, vai participar de um mutirão de prevenção e diagnóstico do câncer de pele. A ação, idealizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), integra o Dezembro Laranja e vai acontecer na manhã do dia 7 de dezembro, a partir das 8h30, no ambulatório de dermatologia do HULW.

As pessoas que tiverem algum tipo de lesão ou mancha suspeita na pele poderão comparecer, sem agendamento prévio, para serem avaliadas por um dos profissionais. Além do atendimento médico, em que os pacientes serão submetidos à triagem para câncer de pele, haverá também a marcação de cirurgias para os casos confirmados.

“Toda a população poderá comparecer no dia da campanha, por livre demanda. Ou seja, todos os pacientes que chegarem ao nosso Serviço nesse dia serão atendidos. A intenção é alcançar o maior número de pessoas possível. No HULW, teremos 30 dermatologistas, divididos em dois horários (das 8h30 às 10h30 e das 10h30 às 12h30)”, explicou a dermatologista Renata Rodrigues, presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia Regional Paraíba e coordenadora estadual da campanha.

Desde 2014, a SBD promove o Dezembro Laranja, que visa estimular a prevenção e o combate ao câncer de pele. A maior ação de 2019 será no dia 7 de dezembro, quando cerca de quatro mil médicos dermatologistas e voluntários prestarão atendimento gratuito para diagnóstico e tratamento da doença. A expectativa é que cerca de 30 mil indivíduos passem pela consulta nos 130 postos espalhados pelo Brasil.

Na Paraíba, além do Hospital Universitário Lauro Wanderley, participam da campanha também o Hospital Universitário Alcides Carneiro, em Campina Grande, e a Faculdade de Medicina Nova Esperança (Famene), em João Pessoa. No HULW, a coordenação do evento ficou por conta do dermatologista Mohamed Azzouz.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), anualmente, são diagnosticados 180 mil novos casos da doença entre os brasileiros. “Todos os anos, o HULW participa da campanha, com ações de divulgação e atendimento gratuito e por livre demanda à população. Em 2019, o dia 7 será o mais importante para o Dezembro Laranja. Nesta campanha são realizadas diferentes ações em parceria com instituições públicas e privadas para consultas e também prestar informações à população sobre as principais formas de prevenção da doença”, enfatiza Renata Rodrigues.

Você corre risco?

Todos os tipos de câncer de pele estão relacionados à radiação ultravioleta do sol. De acordo com Elimar Gomes, coordenador nacional do Dezembro Laranja, tanto a exposição solar crônica diária, ou seja, pequena quantidade de sol nas áreas expostas ao longo da vida, quanto episódios de exibição intensa e desprotegida, que podem ocasionar queimaduras, aumentam as chances de desenvolver o tumor de maior incidência no ser humano.

De acordo com Gomes, os principais fatores de risco são pessoas de cabelos loiros ou ruivos, olhos claros, ou de pele clara, que ficam vermelhas com facilidade ao tomarem sol. O fator genético também é muito significativo (quem tem familiares com histórico de câncer de pele, principalmente o melanoma, deve ficar ainda mais atento).

A melhor forma de evitar a doença é a prevenção. Para isso, tome alguns cuidados como: evitar o sol entre os horários de 9 horas e 15 horas; use camiseta, chapéu de abas largas, sombrinha e guarda-sol; não se esqueça de aplicar o protetor solar diariamente (fator de proteção de, no mínimo, 30) e repita a aplicação a cada duas horas; faça sempre o autoexame e consulte o dermatologista periodicamente.

Sobre a Ebserh     

O Hospital Universitário Lauro Wanderley da Universidade Federal da Paraíba (HULW-UFPB) integra a Rede Ebserh desde dezembro de 2013. Estatal vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais.

O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

 

Jacqueline Santos - Jornalista HULW-UFPB/Ebserh