Notícias Notícias

Voltar

Humap reduz recomendações de auditoria e CGU

CONTROLADORIA

Humap reduz recomendações de auditoria e CGU

Mais de 60% das indicações de melhorias apontadas pela Controladoria Geral da União foram atendidas do final de 2017 até agora

O Setor de Avaliação e Controladoria do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (Humap-UFMS), conseguiu reduzir em 66% as recomendações expedidas pela Controladoria Geral da União (CGU) e 60% as recomendações realizadas pela Auditoria Interna, no período de dezembro de 2017 a agosto de 2019.

As reduções alcançadas nas recomendações foram elogiadas pela Auditoria Interna durante apresentação para a gestão do Humap-UFMS.

Em dezembro de 2017 o Humap-UFMS tinha 70 recomendações feitas pela CGU, que foram sendo atendidas ao longo de 2018 e 2019, chegando a apenas 24 recomendações ainda pendentes em agosto de 2019. Estas recomendações são expedidas pela CGU na realização de auditorias e, posteriormente, cadastradas no sistema CGU Monitor. Através deste sistema o Humap envia as providências que foram tomadas e acompanha as análises da CGU.

Quanto às recomendações da Auditoria Interna do Humap, em dezembro de 2017 haviam 202 recomendações a serem atendidas, número que foi decrescendo nos anos de 2018 e 2019 e chegou a 79 em agosto deste ano.

" O bom funcionamento dos serviços de controladoria e contabilidade são fundamentais para uma organização porque oferecem ao gestor público maior confiança na execução do trabalho", afirma o superintendente do Humap-UFMS, Prof. Cláudio César da Silva. Para ele, quando há a certeza da revisão dos atos públicos, desde o empenho até a liquidação da despesa e a correta execução do planejamento orçamentário, a gestão torna-se mais segura.

"Valorizamos muito esse trabalho e ficamos felizes em saber que a nossa equipe tem feito um trabalho primoroso que pode e merece ser modelo para outras organizações", conclui o superintendente.

Conformidade dos Registros de Gestão

Outro ponto destacado e elogiado pela Auditoria Interna do Humap-UFMS foi a Conformidade dos Registros de Gestão, que consiste na certificação dos atos e fatos da execução orçamentária, financeira e patrimonial.

“A Conformidade de Registro de Gestão é importante para minimizar riscos, aperfeiçoar o controle preventivo e propiciar maior fidedignidade da conformidade contábil e das demonstrações contábeis. Ou seja, é a segurança na execução financeira da instituição, evitando pagamentos em duplicidade e inconsistências contábeis”, explica o chefe do Setor de Avaliação e Controladoria, Gustavo Fagundes da Silveira.

De acordo com Gustavo, três fatores foram fundamentais para que a Conformidade de Registro de Gestão alcançasse os patamares de sucesso que tem atualmente: comprometimento da equipe da Unidade de Contabilidade Fiscal, implantação do trâmite de documentos fiscais e posteriormente a atualização deste fluxo através da aprovação do Manual de Execução de Despesas, e a implantação do SEI (Sistema Eletrônico de Informações).

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

O Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (Humap) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde dezembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, a os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Imagens:

Unidade de Comunicação Social