Notícias Notícias

Voltar

HUOL realiza campanhas de cirurgias urológicas e biópsias de próstata no feriadão

NOVEMBRO AZUL

HUOL realiza campanhas de cirurgias urológicas e biópsias de próstata no feriadão

Foram realizadas biópsias equivalente a um mês de demandas

Itens listados, organização feita com antecedência, cada tópico devidamente conferido e todos prontos para o feriadão! No entanto, para a equipe assistência do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), o ritual em questão não foi preparando uma viagem de lazer. “A grande razão de reunirmos profissionais, técnicos e residentes nesta data são as pessoas que, por problemas de saúde, não podem desfrutar o feriado se divertindo – condição dos pacientes com próstata crescida que usam sonda, por exemplo”, explicou Dr. José Hipólito, médico urologista e coordenador do Novembro Azul do HUOL.

Neste 15 de novembro, Dia da Proclamação da República, a unidade que pertence à Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e é gerida pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), se mobilizou para realizar duas campanhas no contexto do Novembro Azul: no Centro Cirúrgico foram programadas 20 cirurgias urológicas; no Centro de Diagnóstico por Imagem (CDI) 40 biópsias prostáticas, incluindo a realização de exames também no sábado 16.

A ação assumiu o papel de beneficiar pacientes que esperam por cirurgias urológicas em todo o Rio Grande do Norte, além de, em dois dias, submeter 40 pacientes a biópsia de próstata, número que equivale a produção média mensal. Assim, em razão da campanha, neste mês o HUOL realiza o dobro da média habitual de biópsias de próstata.

Para seu José Rogério, 51 anos, que é motorista de ônibus e reside no município de Extremoz, a campanha minimizou a dificuldade de atendimento via SUS, pois “ajudou a conseguir atendimento rápido”. Ainda assim, “o obstáculo maior é o preconceito, até decidir ir num médico sem medo e pensando no mais importante que é a saúde da gente”. Seu José Rogério explicou que sempre bebeu muita água, mas uma alteração ao urinar chamou atenção: “aquele aperto enorme que antes saia muito xixi, começou a sair pouquinho, mesmo eu segurando por muito tempo para ver se voltava a fazer normal”.

As mudanças ao urinar também acenderam o sinal de alerta do seu José Ivo, 64 anos, que é aposentado e mora na capital potiguar: “eu ia no banheiro e já queria ir novamente, era um negócio de toda hora querer fazer xixi, mas não sai quase nada, vinha de pouquinho em pouquinho”, lembra o aposentado.

De acordo com o urologista Dr. Bruno Miranda, “a biópsia é justamente o exame que diferencia os casos malignos e benignos, além de indicar o tratamento a ser adotado, inclusive cirúrgico”. O especialista explica ainda que “mesmo as condições benignas impactam na qualidade de vida e precisam de intervenção. Já os casos de câncer, quanto antes detectados mais eficaz será o cuidado”, enfatiza.


Novembro Azul

A campanha é um movimento mundial para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros e as maiores vítimas são homens a partir dos 50 anos, além de pessoas com presença da doença em parentes de primeiro grau, como pai, irmão ou filho.

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais, impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas por atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, por apoiar a formação de novos profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a sua natureza educacional, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Imagens: