Notícias Notícias

Voltar

Huol amplia retaguarda no enfrentamento da pandemia

COMPROMISSO

Huol amplia retaguarda no enfrentamento da pandemia

Além da Secretaria de Natal, Onofre Lopes apoia também a Sesap/RN

Nesta segunda-feira, 18, o Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) vinculado à Universidade Federal do Rio Grande do Norte e à Rede Hospitalar Ebserh (Huol-UFRN/Ebserh) recebeu 22 pacientes Covid negativos internados no Hospital Giselda Trigueiro. A ação liberou leitos e permitiu que a estrutura de enfrentamento ao coronavírus fosse reforçada na unidade de referência do estado.

 

Como a infectologia não integra o rol de especialidades do Huol, um andar inteiro de enfermarias foi adequado antes da transferência dos doentes. A reformulação garantiu o isolamento exigido por esse perfil de paciente. Outra peculiaridade logística é que os profissionais de saúde especializados foram cedidos pela Sesap/RN.

 

De acordo com o superintendente do Huol, Stenio da Silveira, “embora a Sesap traga sua equipe para suprir o andar que destinamos ao Giselda, esses pacientes contarão também com assistência dos nossos colaboradores, seja no caso de necessidade de outras clínicas, na execução de exames complementares, que podem ser laboratoriais ou de imagem, ou através dos serviços de hotelaria”, explicou o gestor.

 

Desde o início da pandemia, o Onofre Lopes tem atuado como retaguarda, liberando leitos em unidades dedicadas ao enfrentamento direto da Covid-19. O hospital da UFRN ainda cedeu 33 ventiladores respiratórios para a Secretaria Municipal de Saúde de Natal – parte dos equipamentos está no Hospital de Campanha da Via Costeira. Já a Sesap/RN recebeu poltronas, cadeira de rodas, termômetros e ambus.

 

Pactuação

O papel do Huol na estratégia de enfrentamento à Covid-RN foi acordado com a Secretaria de Saúde Pública (Sesap) do RN e com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Natal. Os gestores da saúde entenderam que a melhor prestação de serviços que uma unidade com a complexidade do Onofre Lopes poderia oferecer seria atuar como unidade não-Covid, cuidando das outras doenças graves que não deixaram de existir com a pandemia, casos da oncologia, dos transplantes, das doenças raras e das cirurgias neurológicas e cardíacas.

 

Assim, desde o início da emergência o Huol tem absorvido pacientes do Hospital Municipal de Natal, contribuindo para que Natal pudesse focar esforços na Covid-19. Pacientes das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Natal, do Walfredo Gurgel, do Deoclécio Marques, em Parnamirim, além de diversas unidades do interior do estado também estão sendo acolhidos pelo Huol.

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais, impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas por atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, por apoiar a formação de novos profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a sua natureza educacional, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.