Notícias Notícias

Voltar

Com recursos do MEC, UFRN supera 10 mil testes para Covid-19

PANDEMIA

Com recursos do MEC, UFRN supera 10 mil testes para Covid-19

Ação inclui casos suspeitos de profissionais de saúde que atuam nos hospitais universitários do RN

O Ministério da Educação (MEC) tem custeado os exames de diagnóstico molecular para Covid-19 executados por meio de RT-PCR (Reverse-Transcriptase Polymerase Chain Reaction) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), que realiza trabalho complementar ao do estado. Na segunda-feira, 13, a iniciativa superou 10 mil testes.

 

Os exames são realizados pelo Instituto de Medicina Tropical (IMT) da UFRN e já contemplou 16 municípios de todas as regiões potiguares, além de também promover o diagnóstico dos profissionais com suspeita da Covid-19 que atuam nos hospitais universitários geridos pela Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) – o Hospital Universitário Onofre Lopes (Huol) e a Maternidade Escola Januário Cicco (Mejc), ambos em Natal, e o Hospital Universitário Ana Bezerra (Huab), localizado no Município de Santa Cruz.

 

Considerando os números contabilizados até domingo, 12, (9.754 testes), 49% (4.827) acusaram positivo para a doença, sendo Natal e Mossoró os municípios de maiores incidências com mais de 6 mil pessoas testadas. No interior, o município de Apodi foi o que mais testou até agora, depois de Mossoró, alcançando 959 pessoas, das quais 49% acusaram positivo para a covid-19. Em seguida, vem Areia Branca com 506 testes, dos quais 39% foram confirmados positivos. O município de Extremoz, embora tenha testado apenas 36 munícipes, registrou o maior índice de infeção, com 58% do total.

Realizando média de 300 exames por dia, a UFRN ainda tem assistido os municípios de Caraúbas, Cruzeta, Janduís, Governador Dix Sept Rosado, Felipe Guerra, Severiano Melo, Rodolfo Fernandes, Itaú, Santa Cruz, Pureza, Grossos e Olho-D’água do Borges. A ação teve parceria do Ministério Público do Trabalho (MPT), que destinou verba para aquisição de equipamentos.

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais, impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

 

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas por atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, por apoiar a formação de novos profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a sua natureza educacional, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.

Com informação da Agecom/UFRN – José de Paiva Rebouças