Notícias Notícias

Voltar

Prêmio CAPES de Tese 2019 destaca trabalho desenvolvido no PneumoCardioVascular Lab do HUOL

RECONHECIMENTO

Prêmio CAPES de Tese 2019 destaca trabalho desenvolvido no PneumoCardioVascular Lab do HUOL

Trabalho segue uma trajetória de láureas

“Contribuição de extrema valia para o desenvolvimento e aprimoramento da área, bem como para o avanço da pós-graduação stricto sensu e do conhecimento científico de qualidade no Brasil" – sob esses termos, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) conferiu menção honrosa na área de Fisioterapia à tese “Novas metodologias de avaliação e intervenção em pacientes com Esclerose Lateral Amiotrófica”, do ex-aluno de Doutorado Dr. Antônio José Sarmento da Nóbrega, orientada pelos professores Dr.ª Vanessa Resqueti e Dr. Guilherme Fregonezi, coordenador do PneumoCardioVascular Lab do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), onde todo o trabalho foi desenvolvido.

A tese segue uma trajetória de láureas, tendo gerado três artigos científicos, publicações inúmeras tanto de resumos em congressos quanto em capítulos de livros, além de parte do trabalho ter conquistado a premiação de melhor pesquisa em Cuidados Respiratórios no XI Congreso de la Asociación Latino Americana de Tórax (ALAT), realizado em 2018 na Cidade do México.

Este ano, o Prêmio CAPES de Teses teve recorde de inscrições, registrando 1.140 candidaturas de programas de pós-graduação de todo o país, e publicou os escolhidos em cada uma das 49 áreas de avaliação, além de destacar 93 trabalhos que receberam menções honrosas.

 

PneumoCardioVascular Lab

O PneumoCardioVascular Lab integra o Núcleo Avançado de Pesquisa e Inovação Tecnológica em Saúde (Naps) e está vinculado à Gerência de Ensino e Pesquisa do HUOL/UFRN/ Ebserh. O PneumoCardioVascular Lab é um importante núcleo de formação e capacitação de recursos humanos do Onofre Lopes, em diferentes âmbitos da pesquisa clínica.

 

Sobre a Rede Hospitalar Ebserh

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais, impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas por atender pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, por apoiar a formação de novos profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a sua natureza educacional, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.