Notícias Notícias

Voltar

HUOL inicia atividades do Grupo de Apoio ao Paciente com Febre Reumática

ASSISTÊNCIA

HUOL inicia atividades do Grupo de Apoio ao Paciente com Febre Reumática

Pacientes, familiares e profissionais de saúde podem participar do projeto

Na próxima segunda-feira, 25, o Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), inicia as atividades 2019 do Grupo de Apoio ao Paciente com Febre Reumática, uma equipe de assistência multiprofissional e estudos voltada para atender pacientes, familiares e profissionais de saúde envolvidos com a doença.

A iniciativa é coordenada pela médica Gisele Leite e contará com reuniões nas últimas segundas-feiras de cada mês, sempre das 10h15 às 11h30, no auditório da Pediatria do HUOL. Mais informações estão disponíveis no site www.huol.ebserh.gov.br.

“Há vagas disponíveis e o objetivo do grupo é conscientizar sobre a patologia, promover melhora na adesão ao tratamento e apoiar familiares e profissionais de saúde no trato com o problema”, explica Dr.ª Gisele.

A Febre Reumática (FR) é consequência da bactéria Streptococcus pyogenes, tem caráter autoimune em pessoas com predisposição genética, e acomete, aproximadamente, 3% da população de crianças e adolescentes na faixa entre 5 e 14 anos de idade. Pode ainda atingir menores de 5 anos e também ocorrer em adultos. Dados do Ministério da Saúde apontam a FR como a principal causa das cardiopatias adquiridas em crianças, sendo responsável por cerca de 40% das cirurgias cardíacas no país.

 

Sobre a Ebserh

Desde agosto de 2013, o HUOL-UFRN é vinculado à Rede Ebserh. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) administra atualmente 40 hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, também é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações em todas as unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.