Notícias Notícias

Voltar

Hospital Universitário reestrutura UTI Geral

Reestruturação

Hospital Universitário reestrutura UTI Geral

Obra possibilita maior segurança para o paciente. A reforma - que, em condições normais, seria concluída em quase dois meses - aconteceu em 22 dias. O engenheiro Allan Dênisson Silva diz que a finalização da obra, em menos de 30 dias, foi possível por conta do trabalho sistematizado do grupo. "Trabalhamos diariamente, nos três turnos.

 

Era para ser somente uma pintura, mas a equipe da Divisão de Logística e Infraestrutura do Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa), coordenada por Regina Mendonça, aproveitou o momento para reestruturar a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da instituição e, através do revestimento da área, dar condições suficientes para que o local ficasse mais seguro para os pacientes. A reforma - que, em condições normais, seria concluída em quase dois meses - aconteceu em 22 dias. O engenheiro Allan Dênisson Silva diz que a finalização da obra, em menos de 30 dias, foi possível por conta do trabalho sistematizado do grupo. "Trabalhamos diariamente, nos três turnos, para terminar o mais rápido possível a execução da tarefa e, assim, viabilizar, normalmente, o atendimento do setor", frisa. 

O investimento para executar o serviço foi de R$ 48.640,90. O recurso, que já estava previsto no pagamento de contratos do Hospital Universitário, foi utilizado para comprar os materiais necessários e também pagar a mão de obra para a reestruturação.  A ação mobilizou funcionários da Divisão de Logística e Infraestrutura, da Engenharia Clínica e da Hotelaria do Hospital.  A reforma proporcionou o reforço da estrutura das paredes, do teto e de aspectos que garantem uma maior segurança ao paciente. Allan Silva diz que, sem as adequações realizadas, um aparelho, por exemplo, poderia não ter como ser afixado, com segurança, na parede, trazendo riscos para os usuários.

 

Sobre a Ebserh

O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde janeiro de 2014. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.