Notícias Notícias

Voltar

Hospital Universitário organiza II Simpósio Alagoano de HTLV

07 e 08 de novembro

Hospital Universitário organiza II Simpósio Alagoano de HTLV

Nos dias 07 e 08 de novembro, em Maceió-AL, acontece o II Simpósio Alagoano de HTLV, IX Simpósio Paulista de HTLV e XXI Reunião do Serviço de HTLV do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e Instituto de Medicina Tropical de São Paulo.

Em homenagem ao Dia Mundial do HTLV, nos dias 07 e 08 de novembro, no Maceió Mar Hotel, acontece o II Simpósio Alagoano de HTLV, IX Simpósio Paulista de HTLV e XXI Reunião do Serviço de HTLV do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e Instituto de Medicina Tropical de São Paulo.  O objetivo da ação é fomentar o debate acerca do vírus HTLV, difundir as pesquisas sobre o tema, além de fortalecer as relações entre pesquisadores, docentes, discentes e profissionais que possuem interesse no assunto.  As inscrições podem ser realizadas na página do evento ou presencialmente, nos dias do Simpósio. Temas como detecção de sinais clínicos e neurológicos de portadores do vírus, histórico do HTLV, formas de transmissão, dentre outros, estão na programação.

Supervisor da Equipe Médica da Neurologia e da Psiquiatria do Instituto de Infectologia Emílio Ribas e médico do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, o médico Augusto de Oliveira afirma que o Simpósio será importante por reunir pesquisadores em HTLV de diversas regiões do país, favorecendo a divulgação para a comunidade científica e para a sociedade sobre o vírus. De acordo com o médico do Hupaa e coordenador do grupo de pesquisa em HTLV do HU, Arthur Paiva, o evento “incentiva a luta por essa doença negligenciada [HLTV] não somente pela população em geral, mas, também, por profissionais. O médico pontua que não há políticas públicas de saúde voltadas para esse vírus, o que, segundo ele, é prejudicial para o Brasil, país que tem, predominantemente, na região Nordeste, o maior número de pessoas acometidas por doenças advindas por esse vírus.

A iniciativa é realização da parceria estabelecida entre Instituto de Infectologia Emílio Ribas de São Paulo (IIER-SP), Instituto de Medicina Tropical/Universidade de São Paulo (IMT-USP), Núcleo de Apoio à Pesquisa em Retrovírus da Universidade de São Paulo (NAP HTLV-USP), a Universidade Federal de Alagoas (Ufal) e o Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (HUPAA/EBSERH-UFAL).

Dia Mundial do HLTV – 10 de novembro

O HTLV é um retrovírus que infecta determinadas células do sangue (linfócitos T). No Brasil, existem dois tipos de vírus; o HTLV-1 e HTLV-2. Dentre outras, leucemia de célula T e problemas neurológicos são doenças que são originadas pela contaminação com o HTLV. Sexo sem camisinha, aleitamento, uso de seringas contaminadas, transfusão de sangue são formas de contágio do HTLV. 

 

Programação 

 

Sobre a Ebserh

O Hospital Universitário Professor Alberto Antunes (Hupaa) faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde janeiro de 2014. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Hospitalar Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país.