Notícias Notícias

Voltar

Paciente internado na UTI adulto é levado ao pátio do hospital para receber carinho da família

Visita humanizada

Paciente internado na UTI adulto é levado ao pátio do hospital para receber carinho da família

 

Há quase 30 dias internados na UTI Adulta do Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM), Natanael Souza Rosa, 23 anos, deixou o leito, no 5º andar, por cerca de 20 minutos, na tarde de sexta-feira (19), para receber a visita coletiva de familiares. Cerca de 15 pessoas – entre eles os avós, os tios e os irmão – aguardavam o jovem no hall de entrada no hospital. Até o clima deu boas-vindas a Natanael, depois do frio intenso dos últimos dias, a temperatura estava agradável e o solzinho acolhedor. Esta foi uma das ações, dentre outras que vem sendo implementadas.

A iniciativa foi dos profissionais da unidade que preconizam o atendimento humanizado. Mas, para descer para o pátio externo, alguns cuidados foram tomados. A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) orientou que – para tocá-lo – todos deveriam higienizar as mãos. O que não foi empecilho para a demonstração de carinho. As crianças fizeram fila para passar o álcool gel e garantir o beijo e o abraço em Natanael. Quem não pode estar presente, se utilizou a tecnologia para acenar e conversar com o jovem. Por meio do telefone celular, mandavam desmonstração de afeto.

– A gente nem sabe quanto tempo faz que não vê ele pegando um sol. Foi muito bom – contou Valdir Antônio da Rosa, avô, morador do Passo das Tropas.

– Foi muito bom a gente saber que está recebendo apoio do hospital para poder estar junto com ele – Raquel Souza, mãe do Natanael.

Seis funcionários da UTI acompanharam o paciente para garantir que tudo sairia conforme o previsto. Para que isso acontecesse, outros profissionais da unidade se mobilizaram e ajudaram a organizar a visita, enquanto outros garantiram o atendimento para os pacientes que ficaram na unidade. E deu certo, o jovem – que no início pediu para não ser fotografado de frente – decidiu posar para a foto ao lado da família e caprichou no sorriso. Dale Natanael, nosso gremista que faz questão de acompanhar as notícias do time do coração, mesmo durante a internação!  

– Visitas como essa visam a humanização e contribuem para uma melhor internação de pacientes que estão acordados e conscientes. Perguntamos se ele queria vir, ele disse sim. A mãe ligou para família e todo mundo compareceu, inclusive o irmão de 9 anos que era muito pequeno para entrar na UTI – disse Micheli Zeppe, Psicóloga residente da unidade.

Natanael tem distrofia de Duchenne, uma doença genética degenerativa e incapacitante que acomete apenas meninos. Sua principal característica é a degeneração progressiva do músculo, em decorrência da ausência de uma proteína. 

Imagens: