Notícias Notícias

Voltar

Funcionários e voluntários do HUSM participam da 1ª Maratona de Leitura de Santa Maria

24h com livros

Funcionários e voluntários do HUSM participam da 1ª Maratona de Leitura de Santa Maria

O Hospital de Santa Maria (HUSM) está entre os mais de 12 mil maratonistas inscritos para a 1ª Maratona de Leitura de Santa Maria, que ocorre das 9h de sexta-feira (16) até as 9h de sábado (17). Seis setores/unidades estão promovendo a leitura entre os colegas de trabalho, pacientes e acompanhantes, durante as 24h da atividade.

Sexta pela manhã, a equipe de Ginástica Laboral percorreu 20 setores com a prática semanal de atividade física. Só que dessa vez, depois do alongamento, pausa para poesia. E a escolhida por eles para ser recitada aos funcionários foi: Os benefícios da atividade física, de Amadeu Júnior. Pela manhã, a Unidade de Comunicação acompanhou as atividades no Setor de Costura, Estatística e na Psiquiatria.

- Por turno, percorremos 20 setores. Então, até a noite, vamos passar por 60 locais do hospital promovendo a atividade física e incentivando a leitura – afirma a acadêmica de Educação Física e bolsista do HUSM, Verônica Pereira.

O Projeto Emoções Positivas – uma parceria entre o Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) e a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) – tem por tradição, uma vez por semana, fixar mensagens positivas de incentivo, junto ao ponto eletrônico dos funcionários. Hoje, quem chegou para trabalhar encontrou trechos de poemas de autores gaúchos e brasileiros como Mário Quintana, Cecília Meireles, Martha Medeiros, Clarice Lispector, Vinícius de Moraes. Além das mensagens nos pontos, alguns setores também foram contemplados com a leitura do Livro do Medo, de Raquel Cané.

Pacientes e acompanhantes também foram convidados a dedicar, pelo menos, 15 minutos à leitura. No hall de entrada do hospital, sobre uma mesa decorada com flores, foram disponibilizados para o público cerca de 50 livros doados pela Biblioteca da Unidade Paulo Guedes e pela Gerência de Atenção à Saúde. Quem não tivesse tempo para ler no local, poderia levar a obra para casa e continuar a maratona junto da família.

A superintendente do HUSM, Elaine Resener, acompanhada da Gerente de Atenção à Saúde, Soeli Guerra foram conferir de perto a mesa de leitura na entrada

No Centro de Tratamento para Crianças com Câncer (CTCriac), a roda de leitura foi motivada pela voluntária do Projeto Afago – intervenção assistida por cães, que ficou sabendo da maratona pelo Instagram. Acompanhada da cadelinha Pepê – velha conhecida da criançada, que há 1 ano e meio participa do projeto – a psicóloga Fabiane Bortoluzzi Munhoz fez a leitura.  A indicação do livro Polvocão, de Martin McKenna, veio da pedagoga Andréa Petenucci, que trabalha há muitos anos com leitura assistida por cães.

- A mensagem do livro é que nem sempre a gente está no lugar que a gente quer, ganha o que quer. Estar num ambiente hospitalar é frustrante em muitos aspectos. Não é uma escolha, mas que a gente pode ter momentos melhores, aprender coisas, ser resiliente – afirma a psicóloga.

Os pequenos gostaram tanto que Fabiana está pensando na possibilidade de incluir a roda de leitura nos próximos encontros.

Na Unidade Pediátrica, onde o projeto Mala de Leitura já existe há 1 ano e todas as sexta-feiras a tarde proporciona um momento de leitura para as crianças da Ala Pediátrica, no dia 16, não foi diferente. As voluntárias passarram de leito em leito carregando sua mala amarela cheia de livros para lerem para os pequenos.

Na Unidade Paulo Guedes, os pacientes internados puderam frequentar a Biblioteca da unidade que estava com livros expostos, prontos para retirada. Bastava os usuários escolherem, retirarem o livro e começarem a sua leitura.

Que essa maratona nunca tenha fim. Que a leitura tenha vindo para ficar.

 

Imagens: