Notícias Notícias

Voltar

HUWC e MEAC apresentam alta adesão às práticas de segurança do paciente em relatório da Anvisa

AVALIAÇÃO NACIONAL

HUWC e MEAC apresentam alta adesão às práticas de segurança do paciente em relatório da Anvisa

Mais uma grande conquista para a conta! O Hospital Universitário Walter Cantídio e a Maternidade-Escola Assis Chateaubriand apresentaram excelentes resultados no “Relatório de Autoavaliação Nacional das Práticas de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde 2019”, elaborado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os resultados, divulgados no fim de janeiro último, mostram que, dos 1.255 hospitais que tiveram sua autoavaliação validada pela Anvisa, 501 apresentaram autoadesão às práticas de segurança, ou seja, obtiveram conformidade alta (entre 67% e 100%) aos indicadores de estrutura e processos avaliados. E o HUWC e a MEAC estão entre eles.

Para Mona Lisa Menezes Bruno, chefe do Setor de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde do HUWC, o bom desempenho na avaliação da Anvisa mostra todo o esforço que não só o SGQVS como as demais áreas assistenciais e a própria gestão têm no compromisso diário com a segurança do paciente.

Já na avaliação de Emeline Moura Lopes, chefe da SGQVS da MEAC, os resultados endossam os esforços direcionados à implementação dos protocolos de segurança do paciente cujo foco é o cuidado seguro e de qualidade e são acompanhados pelo Serviço de Gestão da Qualidade e Vigilância em Saúde. “Destaca-se a importância do envolvimento de toda a equipe, do paciente, acompanhante/família, a fim de que a estadia remeta a experiências positivas”, acrescenta.

Por que a autoavaliação é feita?

Com vistas a prevenir eventos adversos em serviços de saúde, por meio do estímulo à adoção de práticas seguras, a Anvisa, em parceria com as coordenações estaduais, distrital e municipais de segurança do paciente (Visa Segurança do Paciente), vem, desde 2016, monitorando os dados resultantes da aplicação anual da Autoavaliação das Práticas de Segurança do Paciente em Serviços de Saúde em Hospitais com Leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI adulto, pediátrica ou neonatal).

Esse instrumento permite um diagnóstico das práticas de segurança do paciente na instituição de saúde, envolvendo a avaliação de indicadores de estrutura e processo, baseados na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da Anvisa nº 36/2013, que institui as ações de segurança do paciente em serviços de saúde. A partir das informações coletadas, estas podem definir e guiar ações sanitárias nos níveis local e nacional.