Notícias Notícias

Voltar

Parceria permite recuperação de respiradores mecânicos e doação de protetores faciais para o Complexo Hospitalar da UFC

CORONAVÍRUS

Parceria permite recuperação de respiradores mecânicos e doação de protetores faciais para o Complexo Hospitalar da UFC

A partir de uma parceria entre Universidade Federal do Ceará, Fiec/Senai, Instituto Federal do Ceará (IFCE) e Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, 30 respiradores serão recuperados e entregues aos Hospitais da UFC e a outras unidades da rede pública de saúde do Ceará até o fim deste mês de abril. Além disso, a parceria com o Sistema FIEC rendeu também aos Hospitais da UFC a doação de 400 protetores faciais para profissionais de saúde do Complexo Hospitalar.

Quatro desses respiradores que estavam com pendência de manutenção foram recuperados com recursos disponibilizados pela FIEC e já devolvidos ao Complexo Hospitalar – três para o Hospital Universitário Walter Cantídio e um para a Maternidade-Escola Assis Chateaubriand. Até o fim de abril, outros 15 respiradores que estavam desativados por tecnologia obsoleta também voltarão a entrar em funcionamento no Complexo Hospitalar da UFC, graças a essa parceria.

O trabalho de manutenção está sendo feito na unidade do Senai localizada no bairro Jacarecanga, na Capital, onde se dá parte das atividades da Central de Ventiladores Mecânicos e Equipamentos Respiratórios (CVMER), instância vinculada à Secretaria da Saúde do Estado (Sesa). Na unidade do Senai, a parceria entre as instituições abrange a participação de cerca de 40 profissionais, entre engenheiros, médicos, fisioterapeutas, técnicos, pesquisadores e estudantes.

Divisão de tarefas

Esse grupo multidisciplinar se divide em três estações: recepção ou triagem, onde ocorre a desinfecção dos respiradores e se descobre qual defeito cada aparelho apresenta; manutenção, onde acontece o conserto propriamente dito, como a troca de peças danificadas; e certificação ou calibragem, quando o equipamento restaurado passa por testes de qualidade conforme padrões exigidos de segurança e operacionalidade.

Ao todo, serão 30 aparelhos a serem recuperados oriundos do Complexo Hospitalar da UFC, que emprestou 11 deles para hospitais gerenciados pelo sistema de saúde estadual e que estão com tratamento de pacientes com COVID-19.

“Essa parceria entre UFC e Fiec é muito elogiável. O Prof. Cândido Albuquerque, nosso reitor, foi quem nos procurou para saber se o Complexo Hospitalar tinha respiradores em condições de conserto e passíveis de cessão para a rede pública de saúde estadual", afirmou o Prof. Carlos Augusto Alencar Júnior, superintendente do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh.

EPIs

A parceria entre o Complexo Hospitalar da UFC e a Fiec, por meio do Senai, também resultou na doação de 400 protetores faciais para os profissionais que atuam no HUWC e na MEAC. Os equipamentos de proteção individual foram entregues pelo gerente do Instituto Senai de Tecnologia, João Luís Giffoni, à gerente administrativa do Complexo, Eugenie Néri, na última terça-feira (14).

Os equipamentos, após processo de higienização, poderão ser reutilizados pelos profissionais envolvidos em procedimentos que geram aerossóis (micropartículas de água e ar que se depositam sobre superfícies), como intubação e coleta de swab (cotonete estéril que retira secreções de mucosas para análise laboratorial). “Recebemos como uma dose de solidariedade e atenção. Essa proteção é essencial para a segurança dos nossos profissionais", disse Eugenie Néri.

Sobre a Ebserh

O Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, formado pelo Hospital Universitário Walter Cantídio e pela Maternidade-Escola Assis Chateaubriand, faz parte da Rede Hospitalar Ebserh desde novembro de 2013. Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência.

Como hospitais vinculados a universidades federais, essas unidades têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Os hospitais universitários são, por sua natureza educacional, campos de formação de profissionais de saúde. A Rede Hospitalar Ebserh não é responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde do país, apenas atua de forma complementar ao SUS.

Com informações da Unidade de Comunicação Social do Hospital Universitário Walter Cantídio e da Coordenadoria de Comunicação Social e Marketing Institucional da UFC