Notícias Notícias

Voltar

Colaborador, residente e interno do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, envie o seu relato

MEMÓRIAS DA PANDEMIA

Colaborador, residente e interno do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, envie o seu relato

 

Olá, colaborador, residente e interno do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh! 

Quais as lembranças que mexeram com você durante o seu trabalho na pandemia de covid-19? Quais ensinamentos esse importante momento para a saúde mundial trouxe para a sua vida?

As Comissões de Humanização do HUWC e da MEAC estão coletando, por meio de um formulário, relatos memoriais sobre as vivências que funcionários, residentes e internos dos HUs tiveram e/ou ainda estão tendo durante os seus trabalhos no período da pandemia de Covid-19 e que tenham marcado de uma forma especial e inesquecível.

A ideia é, a partir desses relatos, produzir o memorial do enfrentamento à pandemia nos nossos hospitais universitários, para uma contribuição posterior à história da saúde pública mundial. 

Os relatos também serão divulgados em canais de comunicação do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh.

************************************************************

ACESSE O FORMULÁRIO AQUI PARA ENVIAR O SEU RELATO

PRAZO DE ENVIO: ATÉ O DIA 14/08/2020

************************************************************

 

EXEMPLO de relato:

No início do ano, acompanhei pelos noticiários o surgimento e os impactos da Covid-19 na China. Lembro que me chamou a atenção o uso contínuo de máscaras e o isolamento social do povo chinês. Uma realidade tão distante do Brasil, pensei. A medida que a epidemia se espalhava pelo mundo e chegava ao Brasil, trazia cada vez mais preocupação, principalmente no contexto de um hospital universitário no nordeste brasileiro.


Como um país tão desigual, um SUS ameaçado e a Psicologia, uma ciência relativamente nova, poderiam dar respostas adequadas a essa pandemia? Foi aí que me percebi envolvida em um contexto desafiador, mas tão potente. Com um SUS imprescindível e exitoso na promoção da saúde e do cuidado. E com uma Psicologia que pode contribuir com suas práxis e se reafirmou como essencial no contexto de saúde.


Nós, do serviço de Psicologia do HUWC, contribuímos proativamente para um plano de ação de enfrentamento em saúde mental à pandemia para todo o hospital. Assim, antes da abertura da Unidade Covid-19 no HUWC, já tínhamos disponível um plano para balizar as ações. Além disso, foi possível ofertar atendimento psicológico aos colaboradores do complexo hospitalar por meio de um plantão psicológico. Apesar do sofrimento e da angústia que permeiam uma situação de pandemia, pude perceber o desejo e a vontade desses colaboradores em continuar sua nobre missão. Como psicóloga da enfermaria da Pediatria, também acompanhei a transferência física do setor e foi possível perceber a força de uma equipe unida e pronta para contribuir e crescer. Vivenciar estratégias de cuidado para pacientes, familiares e profissionais de saúde, o qual também somos, necessitou de ações de autocuidado, leituras, reuniões e apoio efetivo da chefia imediata.


Uma memória que fica desse momento de pandemia é a força do coletivo, de um desejo de autopreservação e de cuidado com o outro. Sim, somente através das relações e da pluralidade das ações coletivas podemos dar respostas adequadas, criativas e resilientes. É essa a memória que produz esperança em mim e que quero continuar evidenciando enquanto psicóloga hospitalar e cidadã.

Yadja do Nascimento Gonçalves
Psicóloga hospitalar - Pediatria do HUWC