Notícias Notícias

Voltar

Colaborador, residente e interno do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, envie o seu relato

MEMÓRIAS DA PANDEMIA

Colaborador, residente e interno do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, envie o seu relato

 

Olá, colaborador, residente e interno do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh! 

Quais as lembranças que mexeram com você durante o seu trabalho na pandemia de covid-19? Quais ensinamentos esse importante momento para a saúde mundial trouxe para a sua vida?

As Comissões de Humanização do HUWC e da MEAC estão coletando, por meio de um formulário, relatos memoriais sobre as vivências que funcionários, residentes e internos dos HUs tiveram e/ou ainda estão tendo durante os seus trabalhos no período da pandemia de Covid-19 e que tenham marcado de uma forma especial e inesquecível.

A ideia é, a partir desses relatos, produzir o memorial do enfrentamento à pandemia nos nossos hospitais universitários, para uma contribuição posterior à história da saúde pública mundial. 

Os relatos também serão divulgados em canais de comunicação do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh.

************************************************************

ACESSE O FORMULÁRIO AQUI PARA ENVIAR O SEU RELATO

PRAZO DE ENVIO: ATÉ O DIA 14/08/2020

************************************************************

 

EXEMPLO de relato:

A pandemia de covid19 parecia algo distante, mas as notícias dos outros países, em especial da Itália, já me impactavam enquanto enfermeira. Em pouco tempo se iniciaram as reuniões para planejamento do enfrentamento da pandemia na MEAC. Novos fluxos, definição dos serviços a serem mantidos e estruturação de cada um deles para maior
proteção de pacientes e funcionários. Era nítido o envolvimento de todos, das equipes de saúde e das equipes de apoio que caminham conosco para que a assistência possa acontecer com qualidade e segurança.


Percebia a tensão em cada rosto, no olhar, nas falas, mas nada era impedimento para o gigantesco trabalho de estruturação da assistência neste momento. Rapidamente muitas mudanças eram implementadas e, diariamente, aprimoradas. Sinto gratidão pela oportunidade de poder contribuir como enfermeira em uma pandemia e por ter enfrentado cada dia com fé, disposição e alegria, apesar dos meus medos e incertezas.


No ambulatório, eu e algumas colegas enfermeiras somamos a nova função de triagem de pacientes com sintomas gripais. Atuamos como profissional de barreira, possibilitando assim a implementação de medidas para redução da transmissão do novo coronavirus, protegendo nossas pacientes e equipes assistenciais e de apoio. 

São muitos os cuidados no retorno do trabalho, na tentativa de proteger meu marido e meus filhos, de quem não podia, nem queria me isolar e, com certeza, são a minha fortaleza. Não poderia deixar de ressaltar a importância da união, do carinho e da amizade de minhas queridas companheiras de trabalho, o apoio, a empatia, o acolhimento, a força e a alegria de cada uma, fez o grupo mais forte! Tem sido um período de muito crescimento, então vamos em frente!

Raquel do Amaral Meireles Freitas
Enfermeira - Ambulatório do Adolescente - MEAC