Notícias Notícias

Voltar

Pesquisa desenvolvida com apoio do Complexo Hospitalar ganha maior prêmio de inovação em saúde

Melhor do País

Pesquisa desenvolvida com apoio do Complexo Hospitalar ganha maior prêmio de inovação em saúde

Na MEAC, a pele da tilápia é utilizada desde 2017 em cirurgias ginecológicas que já beneficiaram 17 pacientes

 

A pesquisa “A pele de tilápia: um novo biomaterial para tratamento de queimaduras, feridas, cirurgias ginecológicas e medicina regenerativa", realizada no Núcleo de Pesquisa e Desenvolvimento de Medicamentos (NPDM), no Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh (CH-UFC) e no Instituto José Frota (IJF), foi a vencedora do Prêmio Euro Inovação na Saúde, concedido pela indústria Eurofarma Laboratórios S.A. O concurso é tido como o mais importante da medicina nacional.

O anúncio do vencedor ocorreu na noite de 24 de setembro de 2020. Em última etapa, o grande júri, formado por médicos com atuação no Brasil, definiu o estudo como primeiro colocado, considerado o Grande Vencedor. A premiação recebida pela equipe é de 500 mil euros que serão reinvestidos na pesquisa, segundo o Prof. Odorico de Moraes, diretor do NPDM e coordenador do estudo, ao lado do também pesquisador Edmar Maciel, médico e presidente do Instituto de Apoio ao Queimado (IAQ), do IJF.

Desde 2017, a Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC), do CH-UFC, realiza procedimentos inéditos no mundo com o uso da pele da tilápia nas cirurgias de reconstrução vaginal em pacientes com síndrome de Rokintansky e câncer de vagina. Ao todo, 17 pacientes já foram beneficiadas. Os pesquisadores têm viajado inclusive a outros países difundindo a técnica e formando multiplicadores. O médico Leonardo Bezerra destaca que o prêmio vem laurear um trabalho de equipe com total apoio da gestão do Complexo Hospitalar. “Foi a MEAC quem abrigou as primeiras investigações e cirurgias ginecológicas com pele da tilápia, propiciando todos os passos de avaliação e diagnóstico, cirurgia e seguimento clínico das pacientes, até mesmo fazendo estudos multicêntricos”, explica.

No Hospital Universitário Walter Cantídio (HUWC), também do Complexo Hospitalar da UFC, quatro pacientes já foram beneficiados com o uso do material no tratamento de úlceras varicosas, técnica que vem sendo aplicada desde outubro do ano passado. Para o cirurgião Fred Linhares, a premiação é um reconhecimento da importância do projeto, já que é uma das principais do país. “Além disso vai permitir o financiamento dos diversos braços da pesquisa que estão em andamento, incluindo a de úlcera varicosa”, completa. O Prêmio Euro tem por objetivo reconhecer e incentivar a busca por soluções inovadoras que tenham forte impacto social no país. Ao todo, esta edição recebeu a inscrição de 1.655 projetos.


Saiba mais:
Os estudos realizados pelo grupo de pesquisa com pele de tilápia já conquistaram 14 primeiros lugares em diversos concursos e resultaram em 22 trabalhos científicos publicados em periódicos nacionais e internacionais. As parcerias com pesquisadores já envolvem sete estados brasileiros e sete países, totalizando 227 colaboradores atualmente.

 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação da UFC e Unidade de Comunicação Social da MEAC.