Notícias Notícias

Voltar

MEAC assina contratos internos de sete unidades de produção

Pactuação

MEAC assina contratos internos de sete unidades de produção

Fortaleza, 3 de setembro de 2020 - A pandemia adiou a assinatura dos contratos que estavam prontos desde março, mas a solenidade realizada hoje esteve à altura do compromisso e da espera. A Maternidade-Escola Assis Chateaubriand (MEAC – UFC/Ebserh) celebrou sete dos dez Contratos Internos de Gestão (CIG) de Unidades de Produção (UPs) dentro do Modelo de Gestão da Atenção Hospitalar (MGAH) com a contribuição de representantes da administração central da Ebserh, via videoconferência.

De Brasília, participaram o Diretor de Atenção à Saúde da rede Ebserh, Dr. Giuseppe Gatto, o chefe do Serviço de Contratualização Hospitalar, Dr. Fábio Landim Campos, e Renata Bernardon, analista administrativo do Serviço. Em Fortaleza, além do superintendente do Complexo Hospitalar da UFC/Ebserh, Dr. Carlos Augusto, e do gerente de Atenção à Saúde da MEAC, Dr. Edson Lucena, participaram representantes do Setor de Regulação (SRAS) e das UPs.

Foram celebrados os contratos das UPs: UTI Adulto; Clínica Obstétrica do 1º andar, Clínica Cirúrgica e Obstétrica do 2º Andar, Bloco Cirúrgico, Centro Obstétrico, Emergência e Unidade  Neonatal. Dr. Edson Lucena iniciou agradecendo o trabalho da SRAS e das UPs na construção coletiva destes acordos. “Cada contrato destes traz um plano de ação. Os coordenadores de UPs e chefes de serviços conduziram de forma muito efetiva essa elaboração”, disse.

O superintendente explicou que estes contratos fazem com que aqueles que mais conhecem as peculiaridades dos serviços tenham conhecimento das metas e da necessidade de seu cumprimento de forma adequada. “Permite-nos avaliar pontos de melhoria com a visão não só da gestão, mas também de quem está fazendo a assistência e o ensino. É uma mudança de paradigma importante para a gestão hospitalar, fundamental para a sermos sustentáveis.

 O diretor de Atenção à Saúde, Giuseppe Gatto, parabenizou a equipe do Ceará pela maturidade na implementação do MGAH. “Vocês serão os irmãos mais velhos dos outros hospitais, pois têm a maior experiência em UP da rede”, disse, anunciando que a Ebserh seguirá apoiando e protegendo, com controles e regras, os hospitais na tarefa de ensinar e cuidar. “A maior maternidade da rede, uma das maiores do país, tem também grande responsabilidade”, frisou ao parabenizar pelo trabalho “primoroso” que tem sido desenvolvido pela MEAC.

Fábio Landim reforçou que estes CIG dão muito mais subsídio e conteúdo para fundamentar a discussão da próxima Contratualização com o gestor. “Daqui pra frente, vocês receberão consultas e visitas de outros hospitais, como benchmark, porque essa experiência mais que vivenciada por vocês é muito importante para o aprimoramento do processo”, concluiu.

Antes das assinaturas, a chefe do SRAS da MEAC, Andreia Aguiar, agradeceu às equipes das UPs, destacando que a instituição já tinha o hábito de monitorar frequentemente os resultados com a rede de saúde de Fortaleza. “Temos um trabalho longo, de ajuste de indicadores, mas esse processo sendo construído em conjunto é muito mais produtivo”, disse. Andreia reforçou que a MEAC responde por quase 20% dos partos realizados em Fortaleza e mais de 40% dos partos de alto risco no Estado. Ao que Gatto concluiu destacando: “Vocês lidam com as alegrias e as expectativas da nova geração!”.

 

Confira as fotos!