Hospital de Clínicas

da Universidade Federal do Triângulo Mineiro

Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente

setor vig sau seg pac

Horário de Atendimento

Das 7h às 19h, segunda a sexta-feira, exceto feriados

Das 7h às 13h, sábado, exceto feriados

 

Contatos

(34) 3318-5261 - (34) 3318-5257

vigsaude.hctm@ebserh.gov.br

 

 

Equipe

 

Fernanda Carolina Camargo

Chefe do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente

(34) 3318-5649

fernanda.camargo@ebserh.gov.br

Currículo: http://lattes.cnpq.br/2771858275062552

 

Quenia Cristina Gonçalves da Silva

Chefe Substituta do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente

(34) 3318-5649

quenia.silva@ebserh.gov.br

Currículo: http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4779563U5

 

Cristina da Cunha Hueb Barata de Oliveira

Médica Infectologista da CCIH

(34) 3318-5812

cristina.oliveira@ebserh.gov.br

Currículo: http://lattes.cnpq.br/3796611017990676

 

Rodrigo Juliano Molina

Médico Infectologista da CCIH

(34) 3318-5812

rodrigo.molina@ebserh.gov.br

Currículo: http://lattes.cnpq.br/0504920164208719

 

Competências do Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente

 

O Setor de Vigilância em Saúde e Segurança do Paciente desenvolve controle dos riscos sanitários decorrentes de produtos, serviços, meio ambiente e processos de trabalho. Está subdividido em Unidade de Vigilância em Saúde e Qualidade Hospitalar Unidade de Gestão de Riscos Assistenciais.

As principais atribuições deste setor são: implementar e coordenar as atividades de análise de eventos adversos, vigilância epidemiológica, vigilância ambiental, controle de infecção hospitalar.

Atuar na prevenção e no controle de infecção hospitalar e de doenças transmissíveis em geral;

Implementar as diretrizes de prevenção e controle de infecção hospitalar, em coerência com normatização da Anvisa, além de acompanhar e avaliar as ações relacionadas.

Realizar busca ativa e passiva, notificar e investigar doenças de notificação compulsória;

Alimentar os sistemas nacionais de vigilância em saúde: FormSUS, Notivisa, Rehuf, Vigihosp, ProHosp, SIM, Sinan, Sinasc e SI-PNI, em conformidade com os fluxos e periodicidade definida pelo gestor do SUS;

Produzir informações que permitam identificar o perfil de morbimortalidade hospitalar;

Realizar análise de situação de saúde, subsidiando o processo de planejamento da Instituição;

Identificar as necessidades e propor ações de educação permanente da equipe multiprofissional e participar de atividades de educação permanente desenvolvidas na Instituição e na rede de atenção à saúde.